Mato Grosso, 10 de Dezembro de 2019
esportes
Tenista ideal para a Copa Davis? Para Albert Costa, seria um misto de seis mitos das quadras
28.11.2019
FONTE: Assessoria

IMPRIMA ESSA NOTÍCIA ENVIE PARA UM AMIGO

  • regras_tenis_esporte

Reunir qualidades de seis mitos das quadras e criar o tenista ideal para a Copa Davis. Na visão do ex-jogador Albert Costa, reunir as qualidades de Rafael Nadal, Roger Federer, Novak Djokovic, Davi Ferrer, Stefan Edberg e Pete Sampras conseguiria ‘construir’ a ideia do jogador perfeito para disputar a Copa Davis e garantir a conquista do torneio, maior competição por equipes no esporte. Costa, que é o diretor da competição e um ex-tenista da elite mundial, foi ouvido pelo time do site de apostas online Betway Esportes , na Espanha. O encontro foi durante apresentação do novo formato do torneio.

 

Nesse bate-papo, Costa valorizou o novo formato da competição adotado este ano, com a disputa da fase final sediado em apenas uma cidade, na edição deste ano em Madrid, Espanha. No sistema que utilizado até o ano passado, as finais eram disputadas em diversas partidas simultâneas ao redor do mundo, em 3 dias de jogos, e em pisos que o mandante escolhia, para ter vantagem sobre o time visitante. Com o novo sistema de competição, os jogadores estarão mais adequados para o piso. Se o momento da temporada é no saibro, por exemplo, o piso na Copa Davis será o mesmo para evitar que os jogadores tenham de se adaptar. Isso pode ajudar a reduzir o risco de lesões e aumentar a presença de grandes tenistas.

 

O diretor de competição da Copa Davis lembrou o apoio do público e que isso cria uma atmosfera favorável para atrair grandes nomes do tênis mundial à competição. Albert Costa lembra que o tênis é um esporte muito individual e superar os tempos difíceis de um jogo sem ajuda externa é muito difícil. A competição permite aos jogadores um maior apoio. Atrás dos 5 jogadores escolhidos por cada país, há uma equipe que ajuda os jogadores a executar ao máximo durante os dias da competição.  Costa destacou a figura do capitão da equipe, responsável por manter acesa a chama da esportividade, motivando os demais integrantes da equipe que representam o país de origem nas partidas.

 

A Espanha, que conquistou seis títulos na Copa Davis (o último nesta edição), teve em Albert Costa um dos protagonistas do primeiro título, quando desbancou a então favorita Austrália em 2000. A decisão foi em Barcelona. No placar agregado, a Espanha venceu por 3 x 1.

 

Como dirigente, Costa vive a competição de forma diferente. Para um jogador, a competição dura algumas semanas. Como dirigente, Albert comanda toda uma agenda de trabalho até chegar aos dias de competição. Ele encara como uma oportunidade para atingir o seu grande objetivo: continuar a desfrutar do tênis, mesmo sem jogar profissionalmente.

 

Jogador ideal

Costa apontou para Betway Esportes qual seria o jogador ideal para disputar a Copa Davis . O espanhol apontou características presentes em cinco mitos das quadras de tênis. A mentalidade e o físico de Rafael Nadal seriam fundamentais, já que o espanhol é um mestre da superação em momentos difíceis. Outro espanhol citado por Costa seria David Ferrer, que cederia o jogo de pés para formar o jogador ideal. Albert Costa lembra que o tenista precisa ter uma mobilidade exemplar para estar sempre no lugar e hora certos para rebater.

 

A composição do jogador ideal reuniria ainda traços do americano Pete Sampras. O smash e o saque, que se destacava nas competições por conseguir aces, foram citados por Costa. Uma qualidade do sérvio Novak Djokovic, backhand de duas mãos, foi citada por Albert. Djoko tem o backhand mais potente e preciso do mundo do tênis. Por fim, o suíço Roger Federer também foi lembrado nesta composição do atleta perfeito para a Copa Davis. Albert classificou o drive do suíço como algo impossível de se reproduzir, com suas linhas perfeitas, que dificultam a vida do adversário na hora de se posicionar. Para completar a parte individual, os voleios de Stefan Edberg, seriam o último ingrediente de um tenista perfeito para a Copa Davis.

 

A fase decisiva da Copa Davis, disputada na Espanha, foi a última etapa da temporada do tênis, que só verá um novo torneio em janeiro, na Austrália.

IMPRIMA ESSA NOTÍCIA ENVIE PARA UM AMIGO

ARTIGOS RELACIONADOS
ENVIE SEU COMENTÁRIO