Mato Grosso, 21 de Março de 2019
Variedades
4 sinais de que você pode estar sabotando sua carreira
11.03.2019
17:04
FONTE: Rudiney Freitas

IMPRIMA ESSA NOTÍCIA ENVIE PARA UM AMIGO

  • FOTO: Reprodução Web

Uma carreira permeada por triunfos é o objetivo de muitos homens, nos mais variados segmentos profissionais. Para alcançá-los, é necessário planejamento e dedicação, mas nem sempre essas variáveis são suficientes. Também é preciso ficar atento às questões que podem impactar diretamente na carreira, como alguns tipos de comportamento.

 

Simples ações cotidianas, como a negação do merecimento ou senso de inferioridade, em boa parte das vezes automáticas, podem se transformar em um catalisador de catástrofes profissionais. Em muitos casos, esses atos podem ser entendidos como um boicote a si mesmo, uma autossabotagem. E o efeito disso costuma aparecer em momentos importantes e decisivos, resultando em frustração, um "sentimento de quase". 

 

E você, será que está sendo prejudicado por si mesmo no trabalho? Confira alguns sinais que podem caracterizar um "auto boicote":

 

#1 - BANALIZAÇÃO DAS CONQUISTAS

Após o trabalho árduo, muitas vezes é possível alcançar as metas previamente traçadas. No entanto, mesmo quando esses momentos de glória chegam, há muitas pessoas que não reconhecem o mérito próprio e a importância das conquistas, uma característica comum em autossabotadores. 

 

Seja ao conseguir entregar um longo relatório de maneira rápida no trabalho ou ser promovido em um cargo, é preciso reconhecer o peso dessas realizações e celebrar um pouco. Afinal, a desvalorização das próprias conquistas pode ser mais prejudicial do que se imagina.

 

#2 - BUSCA PELO RECONHECIMENTO

Outro sinal comum em quem pratica o "auto boicote" é a busca excessiva por reconhecimento. E isso acontece muitas vezes em conversas, por exemplo. Já que não há admissão dos próprios méritos, como foi exemplificado no primeiro item, a pessoa espera a confirmação de outras pessoas para validar a importância de seus feitos. Essa postura, no entanto, pode destruir a carreira e a vida de um indivíduo, principalmente porque sua autoestima ficará à mercê de reconhecimento de terceiros - que nem sempre vem.

 

#3 - NEGAÇÃO AOS DESAFIOS

"Sou bom demais para me sujeitar a isso" e "não sou capaz de realizar essa tarefa" são duas frases típicas em comportamentos que resultam em autossabotagem profissional. Apesar de partirem de pontos diferentes, o resultado é o mesmo: negação de novos desafios. 

 

Enquanto a primeira acontece pela extrema valorização própria e desprezo pelo que não está "à altura", o segundo tipo de negação acontece pelo senso de incapacidade previamente admitido. Ambos são prejudiciais no âmbito profissional, já que as mudanças neste meio costumam ser constantes e necessárias. A segunda frase, por exemplo, ainda pode carregar outro problema dos autossabotadores: o excesso de comparação com os outros e a desvalorização das próprias qualidades - comportamento extremamente nocivo para quem planeja uma carreira próspera e saudável.

 

#4 - COPO MEIO VAZIO

Enquanto existem os funcionários muito "convencidos", que pretensiosamente imaginam estar em um nível superior ao que estão, há também os que apenas enxergam o "copo meio vazio", ou seja, o lado ruim das coisas. Essa característica é bem comum em quem boicota a própria carreira, já que veem na maioria do tempo apenas o que está errado. 

 

Além do revés que esse comportamento causa na autoestima, há o agravamento profissional. Quando isso acontece, o foco não costuma ser destinado ao que geralmente requer atenção, mas apenas ao que o autossabotador julga falho. Descobrir onde (e como) a energia está sendo empregada pode ser crucial para perceber esse "auto boicote" nas tarefas e no ambiente de trabalho. E mais: é preciso tentar mudar essas atitudes destrutivas. 

 

IMPRIMA ESSA NOTÍCIA ENVIE PARA UM AMIGO

NOTÍCIAS RELACIONADAS
ENVIE SEU COMENTÁRIO