Mato Grosso, 23 de Julho de 2017
Mato Grosso
Autores de latrocínio de pecuarista e funcionário são presos em MT
20.04.2017
16:18
FONTE: Assessoria | PJC-MT

IMPRIMA ESSA NOTÍCIA ENVIE PARA UM AMIGO

  • policia prisão

    Os meliantes foram indiciados pelo crime de latrocínio (Foto: Ilustração/Reprodução)

Dois homens apontados como autores do latrocínio que vitimou um pecuarista e o seu caseiro, da região do município de Confresa (1.160 km a Nordeste), tiveram mandados de prisão temporária cumpridos pela Polícia Judiciária Civil.

 

O suspeito, 32 anos, conhecido como “Cebolão”, foi preso na cidade de Confresa na terça-feira (18.04), em ação dos policiais civis da Delegacia Regional e Delegacia Municipal de Confresa.

 

O segundo envolvido, de 31, teve a ordem de prisão temporária pelo duplo homicídio, cumprida na Cadeia Pública da cidade de Água Boa (730 km a Nordeste), onde está recolhido em razão da prisão preventiva decretada pela prática de vários roubos, inclusive a estabelecimentos comerciais em Confresa.

 

O crime ocorreu no dia 27 de julho de 2016, na sede da fazenda do pecuarista Waltoir. Na ocasião, o proprietário e o seu caseiro foram alvejados com disparos de arma de fogo, supostamente de calibre 22., e morreram no local.

 

Após a ação criminosa, os dois indivíduos colocaram as duas vítimas no banco de trás de um veículo Volkswagem Crossfox, de propriedade do fazendeiro. Os suspeitos abandonaram o automóvel próximo à Agrovila Buriti, e em seguida atearam fogo no veículo.

 

Somente na manhã do dia seguinte, 28 de julho, o veículo foi encontrado, com os corpos carbonizados em seu interior.

 

Desde então a Delegacia de Polícia de Confresa iniciou o trabalho investigativo para elucidar o bárbaro crime, e com apoio do Núcleo Especializado de Investigações Criminais, vinculado à Delegacia Regional de Confresa, as diligências foram intensificadas e com as provas e indícios colhidos foi possível identificar os dois autores.

 

As investigações apuraram que o duplo latrocínio foi motivado por um suposto montante de dinheiro, que o pecuarista guardava em sua residência, após ter vendido diversas reses ao frigorífico local.

 

No entanto, embora a quantia de recurso não tivesse ainda na fazenda, os criminosos decidiram matar o fazendeiro e o caseiro, porque eles reconheceram os autores, em vista de contatos anteriores. Os meliantes foram indiciados pelo crime de latrocínio, cuja Legislação prevê pena de 20 a 30 anos de reclusão.

 

O Delegado Regional de Confresa, Marcos Aurélio Dias Leão, essa foi mais uma ação empreendida pelo Núcleo Especializado, visando o combate aos crimes de homicídios, e crimes contra o patrimônio, que têm diminuído vertiginosamente na área rural nos últimos dois anos.

 

“A Polícia Civil vem com afinco combatendo os criminosos, que atuam fora da cidade, inclusive em conflitos agrários”, destacou o delegado Marcos Leão.

IMPRIMA ESSA NOTÍCIA ENVIE PARA UM AMIGO

NOTÍCIAS RELACIONADAS
ENVIE SEU COMENTÁRIO