Mato Grosso, 23 de Julho de 2017
Economia / Agronegócio
Brasileiros pagaram mais de R$ 50 bilhões em juros aos bancos em janeiro
20.04.2017
15:04
FONTE: G1

IMPRIMA ESSA NOTÍCIA ENVIE PARA UM AMIGO

  • 746ff4866c7dc6215a50e8398b1530a7

O Banco Central informou nesta quinta-feira (20) que os brasileiros pagaram cerca de R$ 54 bilhões em juros às instituições financeiras no mês de janeiro.

 

Desse valor total, um pouco menos de R$ 45 bilhões foram pagos nas operações com recursos livres (sem contar crédito imobiliário, do BNDES e rural) e, o restante, no crédito direcionado – imobiliário, do BNDES e rural.

 

Custo do estoque de crédito

A autoridade monetária também informou que passará a divulgar, mensalmente, o chamado "indicador do custo do crédito" - que é composto pelos juros médios pagos em todas as operações de crédito ainda vigentes (incluindo pessoas físicas e empresas).

 

Essa informação será divulgada em conjunto com a taxa média de juros mensal - que reflete o custo do crédito do mês anterior à divulgação.

 

"É um indicador complementar, paralelo à taxa de juros, para o monitoramento do custo. Mas reflete muito mais o que é o juro devido, do que a taxa na ponta [do mês anterior]", explicou o chefe do Departamento Econômico do Banco Central, Tulio Maciel.

 

Acrescentou que este é um indicador desenvolvido para contribuir para o debate sobre o custo do crédito no Brasil. "É um m indicador alternativo por considerar todo estoque da carteira", explicou Maciel, do BC.

 

De acordo com a autoridade monetária, o indicador do custo do crédito representa de forma "mais fidedigna os desembolsos previstos pelos contratos vigentes".

 

"Ele é calculado a partir da relação entre o volume de juros no serviço da dívida e o saldo da carteira de crédito. A sua divulgação periódica na internet amplia o volume de informações disponíveis para a sociedade", acrescentou a instituição.

 

Patamar de fevereiro

Em fevereiro deste ano, informou o BC, o índice do custo do crédito somou 23,1% ao ano, enquanto a taxa das pessoas físicas totalizou 29,4% ao ano e das empresas somou 16,9% ao ano.

 

Já os juros cobrados pelos bancos naquele mês somaram 32,1% ao ano (41,4% ao ano para pessoas físicas e 20,3% ao ano para empresas).

 

"Os juros que estão sendo pagos nas operações [de crédito existentes] refletem um patamar mais baixo do que os juros da ponta [do mês anterior]", afirmou Tulio Maciel, do Banco Central.

IMPRIMA ESSA NOTÍCIA ENVIE PARA UM AMIGO

NOTÍCIAS RELACIONADAS
ENVIE SEU COMENTÁRIO