Mato Grosso, 22 de Setembro de 2017
Esportes
Campeão em Wimbledon, Marcelo Melo retorna ao topo do ranking de duplas
17.07.2017
09:21
FONTE: G1

IMPRIMA ESSA NOTÍCIA ENVIE PARA UM AMIGO

  • gettyimages_815115688

O Brasil tem um número 1 do mundo no tênis novamente. O mineiro Marcelo Melo foi confirmado no topo do ranking individual de duplas da ATP nesta segunda-feira. Aos 33 anos, o brasileiro conquistou o torneio de Wimbledon no último sábado, o segundo troféu de Grand Slam de sua carreira.

 

Melo garantiu o retorno à liderança com vitória sobre o rival finlandês Henri Kontinen na semifinal do torneio de Wimbledon. "Girafa", como é conhecido, ocupou o posto de número 1 por 26 semanas durante 2015 e 2016. O brasileiro e o parceiro polonês Lukasz Kubot fizeram uma temporada perfeita na grama, com três títulos e nenhuma derrota, dispararando no ranking de duplas do ano.

 

Com 6.160 pontos no ranking, eles abriram distância de mais 2 mil pontos para os rivais Kontinen/Peers. A diferença equivale a um título de Grand Slam ou 2 Masters 1000, por exemplo. A vantagem coloca Melo e Kubot em boa posição para terminar o ano como a dupla número 1, repetindo o feito de Bruno Soares no ano passado, ao lado do britânico Jamie Murray. Eles fecharam a temporada com 7.850 pontos. Soares, no entanto, nunca atingiu o topo do ranking individual de duplas na carreira.

 

Mesmo com a derrota na segunda rodada, Bruno Soares e Jamie Murray ainda são a terceira dupla melhor da temporada, atrás dos líderes Kubot/Melo e Kontinen/Peers. No ranking indidual de duplas, Soares segue como número 6 do mundo. O irmão de Andy Murray tem a mesma pontuação, mas é o 5º colocado porque jogou menos torneios no ano.

 

Bellucci cai, Rogerinho volta a ser número 1 e atinge melhor ranking

O brasileiro Rogério Dutra Silva atingiu o melhor ranking da carreira e, de quebra, voltou a ser o melhor tenista de simples do país. Aos 33 anos, o paulista subiu cinco posições e aparece com o 64º colocado no ranking da ATP. Apesar de cair na estreia de Wimbledon, Rogerinho teve um primeiro semestre que Bellucci, somando 11 pontos a mais na temporada.

 

Derrotado na estreia do Challenger de Braunschweig, Bellucci caiu dez posições no ranking e é o 65º, colado em Rogerinho. O canhoto de Tietê joga nesta semana o ATP 250 de Bastad e pode voltar a ser o número 1 do país. Rogerinho, por sua vez, joga o ATP 250 de Umag.

 

A vitória na estreia de Wimbledon não impediu que o cearense Thiago Monteiro saísse do top 100. Ele caiu três posições e é o 103º da ATP. Assim como Bellucci, ele também joga o torneio sueco. Quem subiu foi o paulista João Souza, o "Feijão". Vice-campeão no Challenger de Medellin, na última semana, o número 4 do Brasil subiu 13 postos e é o 137º colocado na ATP.

IMPRIMA ESSA NOTÍCIA ENVIE PARA UM AMIGO

NOTÍCIAS RELACIONADAS
ENVIE SEU COMENTÁRIO