Mato Grosso, 19 de Outubro de 2018
Variedades
Combinação de gordura, açúcar e álcool pode sobrecarregar organismo no Ano Novo; confira como se prevenir
31.12.2017
10:49
FONTE: G1

IMPRIMA ESSA NOTÍCIA ENVIE PARA UM AMIGO

  • carne de porco

    Carne de porco, opção para a ceia do Ano Novo, deve ser ingerida com moderação para não pesar. A lentilha, também presente na ceia, é uma opção mais saudável (Foto: Reprodução/TV Diário)

A grande quantidade de comida gordurosa, as sobremesas e o excesso de álcool podem sobrecarregar o fígado e o estômago no Ano Novo. Segundo o nutrólogo Durval Ribas Filho, para escapar do mal-estar, vale preferir as saladas, as frutas e a lentilha, que também estão presentes na ceia do réveillon, mas são mais saudáveis e menos pesadas.

 

A nutricionista Lucyanna Kalluf também recomenda grãos e a lentilha. “A lentilha e o grão de bico, além de serem fontes de proteína vegetal, também são excelentes fontes de magnésio e ajudam a evitar a perda desse mineral nesses dias de calor”, diz.

 

Álcool

A velha dica de intercalar a bebida com água e só beber de estômago cheio também é infalível e minimiza a ressaca do dia seguinte, reforça o nutrólogo Ribas Filho. Para controlar a quantidade de sobremesa, o especialista dá uma dica pessoal. “Costumo sempre colocar uma fruta com uma pequena quantidade de doce para evitar de repetir”, aconselha.

 

As frutas também são interessantes para minimizar o efeito do álcool. “Se comer no dia seguinte ou ao mesmo tempo, elas vão ajudar na metabolização do etanol”, diz Ribas Filho.

 

A vitamina C e outros alimentos ricos em antioxidantes também ajudam a retirar as toxinas do organismo.

 

Vale lembrar também que mulheres e pessoas mais magras vão sentir o efeito das toxinas do álcool mais rapidamente e, por isso, a dica do nutrólogo é ficar de olho na quantidade.

 

Se na hora do brinde, a criança ficar com vontade e pedir para experimentar o espumante, todo o cuidado é pouco. “Elas não têm as enzimas do fígado suficientemente formadas para metabolizar o álcool e, por isso, são hipersensíveis”, avisa o nutrólogo.

 

Agora, se o exagero for inevitável, vale apostar no chá de boldo ou de hortelã para minimizar os efeitos das toxinas e a sobrecarga do fígado. “Em sentidos hepáticos, o chá ajuda na metabolização de tudo o que se ingere”, explica Ribas Filho.

 

Para a bebida não 'subir' tão rápido

A dica de Lucyanna Kalluf é bater 1/3 de abacate com duas colheres de chá de óleo de coco. Vale acrescentar também duas colheres de chá de cacau em pó.

 

"É uma dica legal para proteger o estômago e o fígado, e o álcool vai 'subir' mais devagar', diz. "Beba antes de sair", aconselha.

IMPRIMA ESSA NOTÍCIA ENVIE PARA UM AMIGO

NOTÍCIAS RELACIONADAS
ENVIE SEU COMENTÁRIO