Mato Grosso, 19 de Julho de 2019
Mato Grosso
CREA realiza operação de fiscalização em Lucas do Rio Verde
04.04.2019
06:44
FONTE: ExpressoMT

IMPRIMA ESSA NOTÍCIA ENVIE PARA UM AMIGO

  • fiscais CREA

    ExpressoMT

Uma equipe de fiscalização do CREA (Conselho Regional de Engenharia e Arquitetura) de Mato Grosso realiza operação de fiscalização em Lucas do Rio Verde. Os trabalhos iniciaram segunda-feira e devem ser concluídos amanhã. Vários empreendimentos comerciais estão sendo visitados pelos seis fiscais que integram a operação.

 

O coordenador de fiscalização, Emilson Francisco Pedroso, explicou que a operação faz parte do planejamento da autarquia. A ausência de fiscais atuando na inspetoria de Lucas levou à vinda de fiscais de outras inspetorias nessa operação. O coordenador não informou se os fiscais encontraram irregularidades nos primeiros dias de atuação.

 

“O CREA não trabalha com sistema de notificação, se existe alguma irregularidade que tenha que ser corrigida, o documento que registra a nossa ação é o auto de infração, um documento que já tem poder de multa”, explicou. 

 

Pedroso acrescentou que a fiscalização do município tem atuado de forma satisfatória, principalmente no ramo de construção civil, carro-chefe das ações do CREA, e onde Lucas do Rio Verde ganha destaque em razão do ritmo de crescimento acima da média no Estado. “Mas a gente pede que qualquer dúvida que as pessoas tenham, que procure a inspetoria nossa aqui, pra evitar que ocorra situações que dificultem a ação das pessoas”, observou o coordenador.

 

Revendas de defensivos agrícolas

Outro foco da fiscalização está relacionado à venda de defensivos agrícolas. Os fiscais estão visitando esse segmento comercial verificando se há a presença de engenheiros agrônomos para fazerem a orientação durante a venda aos produtores rurais, como a forma e quantidade de aplicação, além da observação sobre o uso de equipamentos de proteção individual durante o uso de produtos.

 

“As empresas que trabalham com revenda de defensivos agrícolas, elas têm que ter lá um responsável técnico pela prescrição desse defensivo”, informou o fiscal Jancarlos Rossini. “Esse profissional acaba resguardando, tanto o produtor rural, quanto a sociedade que está no entorno dessas áreas agrícolas”.

 

Conforme Rossini, os produtores têm recebido informações sobre o uso de defensivos a cada compra. O fiscal observa que o nível de conhecimento acompanhou a evolução da agricultura na região. “(o produtor) É uma pessoa que tem um esclarecimento muito grande e não existe mais desconhecimento por parte desses usuários”, assinalou. Entretanto, o fiscal ressalta que as operações de fiscalizações são mantidas para evitar que casos de mau uso de defensivos ocorram. “A partir do momento que você deixa de fiscalizar uma atividade existe um relaxo por parte do usuário”.

 

Refrigeração e estruturas metálicas

Dois ramos em especial têm chamado a atenção dos fiscais: o de refrigeração e de construção de estruturas metálicas. Ambos dependem da presença de engenheiros responsáveis técnicos pelas atividades. “Tem que ter ou um técnico ou engenheiro responsável naquelas áreas que vai trabalhar e buscar informações junto ao CREA”, explicou Emilson Pedroso, citando que as empresas alegam desconhecimento dessa informação. 

 

O coordenador de fiscalização explica que esses profissionais darão o respaldo do trabalho prestado junto a sociedade. “Procuramos ser bem claros nas nossas abordagens e esclarecer qual o nosso trabalho, não é simplesmente chegar e fazer a autuação”, diz, ressaltando que como Lucas do Rio Verde tem inspetoria, empresários e comerciantes não podem alegar desconhecimento da legislação em relação a presença de profissionais da área de engenharia (elétrica, mecânica, civil ou ambiental) atuando nesses locais. “Procurem a inspetoria, nós vamos passar a fiscalizar, se não nessa operação, haverá outras operações onde terão que se adequar perante o conselho”, finalizou.

IMPRIMA ESSA NOTÍCIA ENVIE PARA UM AMIGO

NOTÍCIAS RELACIONADAS
ENVIE SEU COMENTÁRIO