Mato Grosso, 10 de Dezembro de 2018
Mato Grosso
Dado como morto em confronto com a PM em MT, preso comparece em audiência e comprova estar vivo
10.08.2018
07:42
FONTE: G1 MT

IMPRIMA ESSA NOTÍCIA ENVIE PARA UM AMIGO

  • José Bonifácio Nascimento de Barros, de 34 anos, compareceu em uma audiência (Foto: TJMT/Divulgação)

    José Bonifácio Nascimento de Barros, de 34 anos, compareceu em uma audiência (Foto: TJMT/Divulgação)

Dado como morto pela Polícia Militar após um confronto com policiais na quarta-feira (8), o detento José Bonifácio Nascimento de Barros, de 34 anos, compareceu em uma audiência de justificação no Fórum de Cuiabá, nesta quinta-feira (9) e comprovou estar vivo.

 

Ele foi confundido com um dos suspeitos mortos durante a fuga após uma tentativa de furto numa agência bancária em Brasnorte, a 580 km de Cuiabá.

 

José Bonifácio foi condenado por furto e cumpre pena em regime semiaberto. A audiência foi agendada para apurar a suposta participação dele no crime.

 

Em nota, a PM informou que as identidades dos suspeitos que morreram em confronto com policiais foram divulgadas com base nos documentos encontrados com eles.

 

O confronto foi registrado em uma área de mata no Distrito de Cati, em Juara, a 690 km da capital.

 

Dois homens suspeitos de envolvimento numa tentativa de roubo a banco em Brasnorte, fugiam quando foram abordados por policiais do Batalhão de Operações Especiais (Bope).

 

Na ocasião, a PM divulgou que os dois eram José Bonifácio Nascimento de Barros e Roney Matos de Oliveira, 22 anos. Eles teriam sido socorridos e levados para uma unidade de saúde e morreram minutos depois.

 

Ao corrigir a informação, a instituição afirmou que os suspeitos se tratam, na verdade, de: Kelton Richer da Silva Freitas, de 28 anos e Cleyton Lins, de 29 anos.

 

Segundo a PM, os dois estavam numa caminhonete que ficou sem combustível e tentaram roubar uma motocicleta para continuar a fuga. O dono do veículo conseguiu fugir, avisou os policiais que os localizaram.

 

Os dois fazem parte da quadrilha que tentou roubar a agência. Cinco homens e uma mulher foram presos por suspeita de envolvimento no crime.

 

Foram presos: Weberton Bruno Soares, de 31 anos, Eriely Cristina dos Santos de Assis, de 24 anos, Janderson Jales da Silva, de 23 anos, Tiago da Silva Pacheco, de 19 anos, Alexandre Martins de Oliveira, de 23 anos, e Pedro Rodrigues de Oliveira, de 23 anos.

 

O G1 não conseguiu localizar a defesa dos citados.

IMPRIMA ESSA NOTÍCIA ENVIE PARA UM AMIGO

NOTÍCIAS RELACIONADAS
ENVIE SEU COMENTÁRIO