Mato Grosso, 11 de Dezembro de 2018
Esportes
Dirigente do Figueira pede punições por confusão e quer árbitro de vídeo na final
13.03.2018
13:59
FONTE: G1

IMPRIMA ESSA NOTÍCIA ENVIE PARA UM AMIGO

  • 40788342961_62bf016209_o

    Ao lado de Milton Cruz, Felipe Faro faz campanha pelo árbitro de vídeo na final do estadual (Foto: Luiz Henrique/Figueirense FC)

O Figueirense aguarda as denúncias da promotoria do Tribunal de Justiça Desportiva de Santa Catarina pelas confusões no clássico do último domingo. Do Furacão, apenas Milton Cruz deve ir a julgamento pela expulsão na partida, e a diretoria quer uma punição exemplar.

 

O diretor de futebol do clube, Felipe Faro, defendeu que os auditores olhem as imagens e reforçou a necessidade de evitar problemas futuros com uma pena maior para os envolvidos. O dirigente, inclusive, afirmou que caso se mostre o envolvimento de alguém do Figueirense, esse também deve ser punido.

 

- O que aconteceu foi lamentável. Problema em campo a gente vê sempre, tem briga, empurra-empurra, mas é um jogador (Marquinhos) que reiteradamente faz isso e com atletas do Figueirense. Com relação ao Claudinei, eu trabalhei com ele no Santos, o efetivei, não entendi a reação dele, mas foi uma reação desmedida. Mas o que a gente espera é que simplesmente eles peguem o vídeo e analisem. Somos contra a violência, que seja apurado e punidos com rigor os culpados. Nesse fato, quem gerou as confusões foi o Avaí. Se aparecer alguma imagem que algum atleta ou membro da comissão do Figueirense fez algo, seremos a favores de uma punição exemplar - afirmou Faro.

 

Outro ponto levantado pelo diretor foi a implementação de árbitro de vídeo na final do Campeonato Catarinense. O Figueirense, segundo Faro, apoia o recurso, independentemente das equipes que cheguem à decisão.

 

- O Figueirense quer levantar a bandeira e gostaríamos que todos os clubes encampassem a ideia do árbitro do vídeo na final. O Figueirense é favorável, uma tecnologia que não podemos descartar e não é porque fomos prejudicados no clássico. É uma posição desde o início. Queríamos dar o pontapé com relação a isso para que todos encampem a ideia do árbitro de vídeo - acrescentou.

 

Enquanto aguarda o andamento das denúncias, nesta semana o Figueirense deixa de lado o Catarinense. Quarta-feira, 21h45, o Furacão tem um compromisso pela Copa do Brasil, diante do Atlético-MG, no estádio Independência.

IMPRIMA ESSA NOTÍCIA ENVIE PARA UM AMIGO

NOTÍCIAS RELACIONADAS
ENVIE SEU COMENTÁRIO