Mato Grosso, 23 de Janeiro de 2019
Esportes
Do Corinthians ao Tigres: Renan vê chance como a última da carreira
28.10.2015
11:05
FONTE: G1

IMPRIMA ESSA NOTÍCIA ENVIE PARA UM AMIGO

Aos 24 anos, ele já foi convocado para a seleção brasileira e mantém contrato com o Corinthians desde 2011. Apesar de tudo isso, nem de longe Renan pode dizer que é um profissional realizado no futebol. Basta ver a sua rotina atual.

De segunda a sexta, vai de São Paulo a Guarulhos para fazer um treino em que sua única companhia é um preparador físico da equipe sub-20 do Flamengo-SP. Em casa, divide o tempo entre os cuidados com o filho Bernardo, de dois anos e dez meses, e corridas no parque ou na academia do prédio. Aos fins de semana, já que é inútil ao Timão, só assiste aos jogos na TV.

A decisão do clube de emprestá-lo ao Tigres do Brasil, clube que disputará o Carioca de 2016 e que firmou recentemente uma parceria com o clube paulista, traz esperança e motivação para o jogador. Vinculado ao Timão só até junho do ano que vem, ele sabe que será o momento de conseguir boas atuações para chamar a atenção de outros clubes no fim do seu contrato.

– Tenho de ir degrau a degrau, ver tudo o que aconteceu até agora para não repetir mais. Não que eu tenha tido erros absurdos, mas vou tentar fazer diferente para jogar em alto nível. Às vezes, as coisas não acontecem da forma como a gente quer, mas sempre tive cabeça boa, nunca fui de noitada. Vejo um futuro muito bom pela frente, pretendo fazer um bom campeonato no Tigres. Nós temos tudo pra ter uma temporada boa, já que serão 60 dias treinando até lá. Vou agarrar como a última chance da minha carreira – afirmou ele, que chega ao Rio no dia 9.

Contratado por R$ 5 milhões após se destacar pelo Avaí, quando chegou a ser convocado por Mano Menezes para a Seleção, o goleiro só fez três partidas com a camisa alvinegra no Brasileirão de 2011, com atuação muito abaixo da esperada. Por conta das falhas, perdeu espaço e no ano seguinte iniciou sua rotina de empréstimos, passando por Vitória (2012), Estoril-POR (2013), Guarani (2013), Botafogo-SP (2014), Bragantino (2014) e Caxias (2015).

– Não me arrependi (de ter ido para o Corinthians), de maneira alguma. Vi como uma oportunidade muito grande. Todo atleta que sai de um clube pequeno, como era visto o Avaí na época, acaba sentindo. Ao mesmo tempo, todos querem estar em um grande centro. Quando a chance apareceu, eu não pensei duas vezes – recorda.

Barrado por Tite na ocasião, o goleiro encontrou neste ano no Caxias o filho do treinador, Matheus Bachi, que integrava a comissão técnica do clube gaúcho. Hoje, está no Corinthians.

– Minha relação com o Tite sempre foi muito aberta, onde o encontro nós nos falamos numa boa. Admiro muito, e trabalhei com o filho dele, uma pessoa sensacional que tem um futuro brilhante pela frente. Vejo muito potencial nele, vem no mesmo caminho do Tite – opinou Renan.

Apesar de ainda manter uma vontade de um dia vencer com a camisa do Corinthians, ele prefere ser realista e pensa apenas na visibilidade que o Campeonato Carioca poderá lhe dar em 2016.

– Tudo tem seu momento. O importante é que, pelo Tigres, terei oportunidade de jogar e tentar voltar ao cenário nacional – finalizou.

IMPRIMA ESSA NOTÍCIA ENVIE PARA UM AMIGO

NOTÍCIAS RELACIONADAS
ENVIE SEU COMENTÁRIO