Mato Grosso, 20 de Outubro de 2018
Nacional / Internacional
Familiares e polícia mantêm buscas a médica desaparecida no ES
13.04.2018
08:32
FONTE: ExpressoMT

IMPRIMA ESSA NOTÍCIA ENVIE PARA UM AMIGO

  • médica desaparecida

    Divulgação

Familiares da médica cardiologista Jaqueline da Penha Colodetti mantém buscas por informações que possam leva-la até seu paradeiro. A polícia também atua para buscar pistas que levem à sua localização. Jaqueline desapareceu na região serrana do Espírito Santo. Após trabalhar pela manhã no hospital de Santa Leopoldina, ela se dirigiu ao município de Domingos Martins, onde estacionou o seu carro numa estrada de chão na divisa com o município de Viana.

 

Familiares acreditam que ela teve um ‘apagão’, já que o veículo da médica foi encontrado fechado com as chaves na porta, do lado de fora. No interior foram encontrados todos os documentos e o jaleco da médica. Testemunhas chegaram a afirmar ter visto Jaqueline andando a pé pela região como se estivesse desnorteada. 

 

As buscas ocorrem no Espirito Santo, Bahia e pode se estender ao Sergipe. Esta semana, sobrinhos de Jaqueline realizaram panfletagem em cidades da Bahia. Locais de grande circulação, como postos de combustíveis e da Polícia Rodoviária Federal, foram alvo da panfletagem.

 

A família recebeu a informação de que ela pegou carona com um caminhoneiro, mas não estava em situação normal. O destino da viagem seria a cidade de Poções-BA. Isso teria ocorrido no sábado (07). Na ocasião ela usava blusa “café com leite”, calça jeans e tênis surrado.

 

O desaparecimento gerou comoção nas redes sociais. Familiares, amigos e voluntários divulgam imagens e postagens com foto da cardiologista e telefones de contato, na tentativa de que mais pessoas saibam do caso e novas notícias sobre o paradeiro dela apareçam. 

 

Jaqueline tem 3 filhos, é loira, magra, tem aproximadamente 1.70m de altura, os cabelos loiros e os olhos castanho claros. A família pede que quem tiver informações sobre o paradeiro dela entre em contato imediatamente pelos telefones (27) 98802-6205, (27) 99989-3396 ou (27) 99909-1524.

 

Perícia em bilhete

Um bilhete foi encontrado no carro de Jaqueline e deve ser periciado pela polícia. O delegado que investiga o caso, José Lopes, observou que não tinha teor de despedida, porém, a perícia é que poderá confirmar a intenção da médica ao escrever o bilhete. Não há prazo para que a análise seja concluída. 

IMPRIMA ESSA NOTÍCIA ENVIE PARA UM AMIGO

NOTÍCIAS RELACIONADAS
ENVIE SEU COMENTÁRIO