Mato Grosso, 18 de Setembro de 2019
Esportes
Greve no Figueira: elenco notifica diretoria sobre não treinar ou jogar até que salários sejam pagos
17.08.2019
22:29
FONTE: Globo Esporte

IMPRIMA ESSA NOTÍCIA ENVIE PARA UM AMIGO

  • elenco figueira

    Elenco do Figueirense segue sem treinar — Foto: Patrick Floriani/FFC

O Figueirense foi informado através de uma notificação extrajudicial sobre a paralisação dos jogadores. O documento ainda traz a intenção do elenco retomar os treinamentos e dar continuidade aos jogos pela Série B do Brasileiro apenas quando ocorrer o pagamento dos salários atrasados.

 

A notificação extrajudicial foi assinada por 31 jogadores na sexta-feira, primeiro dia da paralisação. O advogado Felipe Rino, que representa o elenco, enviou o documento ao departamento jurídico do clube e a Cláudio Honigman, presidente da Elephant, empresa gestora do futebol alvinegro desde 2017.

 

Neste sábado, os jogadores também não apareceram para treinar no Orlando Scarpelli. O grupo cobra o acerto dos salários atrasados. O valor registrado em carteira referente ao mês de julho e os direitos de imagens dos últimos aos três meses também não foram pagos.

 

Caso a solução financeira não ocorra até a segunda-feira, há a possibilidade do elenco não viajar para Cuiabá, local do jogo contra o time da casa na próxima terça-feira, às 21h30, pela 17ª rodada da Série B do Brasileiro.

 

Pelas redes sociais, os atletas se manifestaram. Na sexta, foi postado a imagem do escudo do Figueirense num fundo preto e a frase: "Paramos hoje, pela sobrevivência do amanhã". Neste sábado, mensagem relatou pressão e ameaça da diretoria para a retomada dos treinamentos. Além disso, todos colocaram a frase "somos todos líderes".

 

Em julho, o elenco ficou sem treinar por alguns dias pelo mesmo motivo. Na ocasião, Honigman prometeu quitar as pendências financeiras. A promessa evitou a possibilidade de WO diante do Vitória. Em seguida, a Elephant assinou um termo de compromisso com o Conselho Deliberativo do clube, garantindo que os atrasos iriam acabar. O aditivo no contrato não teve os termos divulgados.

IMPRIMA ESSA NOTÍCIA ENVIE PARA UM AMIGO

NOTÍCIAS RELACIONADAS
ENVIE SEU COMENTÁRIO