Mato Grosso, 20 de Novembro de 2019
Economia / Agronegócio
Guerra comercial: China e Estados Unidos concordam em retirar tarifas
07.11.2019
09:15
FONTE: Agência Safras

IMPRIMA ESSA NOTÍCIA ENVIE PARA UM AMIGO

  • Se Estados Unidos e China chegarem a um acordo de primeira fase sobre a guerra comercial, ambos os países devem cancelar as tarifas ao mesmo tempo e na mesma proporção – Foto: Xinhua

    Se Estados Unidos e China chegarem a um acordo de primeira fase sobre a guerra comercial, ambos os países devem cancelar as tarifas ao mesmo tempo e na mesma proporção – Foto: Xinhua

A China e os Estados Unidos concordaram em remover as tarifas aplicadas a importações de produtos entre os dois países. De acordo, com o porta-voz do Ministério do Comércio chinês, Gao Feng, isso aconteceria em fases e depois que o acordo comercial fosse assinado.

 

“Nas duas últimas semanas, os líderes dos dois lados têm conduzido discussões sérias e construtivas sobre lidar apropriadamente com suas preocupações e concordaram em cancelar a alta de tarifas em etapas com o progresso do acordo”, disse. 

 

Segundo ele, se as duas partes chegarem ao acordo da primeira fase, devem cancelar as tarifas ao mesmo tempo e na mesma proporção. “Esta é uma condição importante para chegar a um acordo”, acrescentou o porta-voz, em coletiva regular de imprensa.

 

Gao reiterou que a posição da China em questões tarifárias é clara. “A guerra comercial começa com a adição de tarifas e também deve ser encerrada com a eliminação de tarifas”, disse ele, acrescentando que isso vai ajudar a estabilizar as expectativas de mercado, e beneficiar as economias dos dois países e do mundo.

 

Ao ser questionado sobre o local e a data para a assinatura da fase um do acordo comercial, previsto para novembro, o porta-voz disse que não tem mais informações sobre isso. A assinatura seria em Santiago, no Chile, na reunião da Cooperação Econômica Ásia-Pacífico (Apec) nos dias 16 e 17 deste, mas o evento foi cancelado devido a uma onda de protestos no país.

 

Na última sexta-feira, 1º, o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, disse que Iowa poderia ser o novo local para a assinatura da fase. Nesta quinta-feira, 6, um funcionário de alto escalão do governo Trump falou que é possível que a fase um do acordo não seja alcançada, mas que provavelmente um acordo seria feito.

IMPRIMA ESSA NOTÍCIA ENVIE PARA UM AMIGO

NOTÍCIAS RELACIONADAS
ENVIE SEU COMENTÁRIO