Mato Grosso, 12 de Novembro de 2018
Nacional / Internacional
Incra reconhece dois territórios quilombolas em Minas Gerais
07.11.2018
10:30
FONTE: Governo do Brasil

IMPRIMA ESSA NOTÍCIA ENVIE PARA UM AMIGO

  • 3fe73535_4793_4b02_aacf_b548a8c5ea6c

    Órgão reconheceu que houve trabalho escravo no local e que população permaneceu como forma de resistência - Foto: Arquivo/Incra

O reconhecimento de dois territórios quilombolas no Vale do Jequitinhonha (MG) vai beneficiar as comunidades Lagoa Grande e Marobá dos Teixeira. Esse é um dos últimos passos para que a propriedade seja regularizada. 

 

Ao todo, cerca de 7,7 mil hectares foram alvo de portarias do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) e publicadas no Diário Oficial da União. O documento atesta que o trabalho escravo foi explorado no local. Contudo, a população permaneceu no espaço como símbolo de resistência política.

 

Com o reconhecimento do território quilombola, abre-se espaço para a titulação das terras, que passam a ter propriedade coletiva da comunidade em nome da associação dos moradores da área. A lei proíbe que esse território seja vendido ou penhorado. 

IMPRIMA ESSA NOTÍCIA ENVIE PARA UM AMIGO

NOTÍCIAS RELACIONADAS
ENVIE SEU COMENTÁRIO