Mato Grosso, 29 de Janeiro de 2020
Esportes
Jokic leva a melhor sobre Doncic em vitória por um pontinho dos Nuggets sobre os Mavericks
09.01.2020
09:45
FONTE: GloboEsporte

IMPRIMA ESSA NOTÍCIA ENVIE PARA UM AMIGO

  • Jokic leva a melhor sobre Doncic em vitória por um pontinho dos Nuggets sobre os Mavericks

    Foto: Reuters

No embate entre dois europeus que brilham na NBA, o sérvio Nikola Jokic levou a melhor sobre o esloveno Luka Doncic. O pivô foi determinante para a vitória do Denver Nuggets sobre o Dallas Mavericks por 107 a 106, na noite desta quarta-feira, em Dallas. Joker, que virou o jogo faltando pouco mais de sete segundos, fechou com 33 pontos, além de seis rebotes e sete assistências. Doncic ficou a um rebote de seu terceiro triplo-duplo consecutivo ao somar 27 pontos, dez assistências e nove rebotes.

 

Com o triunfo, o Denver manteve a vice-liderança da Conferência Oeste, agora com 26 vitórias e 11 derrotas. Os Mavericks ocupam a sexta posição, com 23 triunfos e 14 reveses.

 

O jogo

Desde o início, o jogo anunciava que haveria uma disputa pessoal entre Doncic e Jokic. Principais jogadores de Dallas e Denver, eles comandaram as ações em quadra. O esloveno alternando entre pontuar e servir, e o visitante sérvio, que vinha de 47 pontos na última rodada, largou dando assistência e falhando nos arremessos - foram quatro passes nas seis primeiras cestas convertidas pelos Nuggets. Luka não estava com a mão tão calibrada, mas contou com a ajuda do pivô Dwight Powell para que os Mavs fechassem o primeiro período com cinco pontos de vantagem (32 a 27). E um detalhe: Nikola Jokic ficou zerado nos 12 primeiros minutos.

 

Mesmo sem o brilho do seu principal jogador, o Denver conseguiu equilibrar as ações no segundo quarto. O ala-pivô Jerami Grant estava inspirado e supria a noite ruim de Jokic. Pelos Mavs, um jogo coletivo intenso auxiliava Doncic. Ora entrava bola de Seth Curry, ora de Tim Hardaway, e Powell seguia certeiro. O pivô sérvio deu uma acordada, mas os sete pontos dele não foram suficientes para os Nuggets buscarem o placar, que apontava 59 a 56 para o Dallas antes do intervalo. Luka tinha 15 pontos, sete assistências e três rebotes ao fim do 2º quarto.

 

Doncic seguiu fazendo a diferença na volta do intervalo. Com lances de pura categoria e inteligência, o esloveno empolga o torcedor de Dallas sem parar. Do outro lado da quadra, Nikola Jokic enfim deslanchou. Era lá e cá! E o empate em 80 a 80 no fim do 3º quarto assustou um pouco o Dallas, que passou a se sentir ameaçado. À essa altura Doncic beirava os 30 pontos, e Jokic já tinha 25. Com tiro de fora de Justin Jackson, os mandantes abriram três pontos (89 a 86).

 

Os dois grandes nomes começaram o último período no banco. Os Mavs não aproveitaram a ausência do cestinha sérvio, que havia feito 21 pontos apenas no 3º quarto, porque o reserva Mason Plumplee entrou bem. Sem Doncic, os Nuggets chegaram até a virar o placar (97 a 96) conseguindo uma dianteira de apenas um pontos que não vinha desde o início do jogo. O mágico esloveno voltou após descansar por quase cinco minutos. E colocou fogo! Em meio a erros dos dois lados, o craque tentou definir, mas viu Jokic demonstrar frieza nos momentos decisivos e fazer a cesta da vitória. O Dallas teve a chance de triunfar, mas pecou no último ataque. Deu Denver: 107 a 106.

 

Harden e Young fazem triplo-duplos em vitória dos Rockets

O triunfo do Houston Rockets sobre o Atlanta Hawks por 122 a 115 teve um belo duelo, com direito a triplo-duplos de dois dos maiores cestinhas desta temporada da NBA. James Harden, o Barba, saiu vitorioso de quadra, mas Trae Young ratificou o seu enorme futuro na liga. O astro do time texano fechou com 41 pontos, dez rebotes e dez assistências, enquanto o jovem dos Hawks obteve 42 pontos, 13 rebotes e 10 assistências.

 

Spurs superam Celtics em Boston

Em resultado para dar moral ao time, o San Antonio Spurs derrotou o Boston Celtics por 129 a 114, em Boston. Com mais derrotas do que vitórias nesta temporada, a franquia texana ainda tenta embalar para não ter chance de ficar fora dos Playoffs. O triunfo foi forjado com destacada atuação de DeMar DeRozan, cestinha com 30 pontos. Pelo lado verde, o maior pontuador foi Gordon Hayward, com 18 pontos.

 

Heat pula para 2º do Leste com triunfo sobre Pacers

O Miami Heat mostrou mais uma vez que pode ir longe nesta temporada. Em Indianápolis, a franquia da Flórida conquistou uma consistente vitória por 122 a 108 sobre o Indiana Pacers. Sete jogadores do Heat fizeram dígitos duplos de pontuação, com destaque para o armador reserva Tyler Herro, com 19 pontos. Pelo time da casa, o pivô lituano Domantas Sabonis ficou com mais um duplo-duplo (27 pontos e 14 rebotes).

 

Raptors derrota Hornets na prorrogação

Atual campeão da NBA, o Toronto Raptors precisou de uma prorrogação para superar o Charlotte Hornets por 112 a 110, em Charlotte. Sergei Ibaka e Terence Davis tiveram os mesmos números de 23 pontos e 11 rebotes. Pela franquia da Carolina do Norte, Terry Rozier acabou como cestinha da partida, ao assinalar 27 pontos.

 

Vucevic é decisivo para o Magic em Orlando

O pivô montenegrino Nikola Vucevic foi cestinha com 29 pontos na vitória do Orlando Magic por 123 a 89 sobre o Washington Wizards, em Orlando. Pelo time da capital americana, dois reservas foram os principais destaques ofensivos com 18 pontos cada: Admiral Schofield e Troy Brown Jr.

 

Bulls sofrem quinta derrota seguida

O Chicago Bulls chegou a esboçar uma reação no fim do ano passado, mas caiu muito de produção e acabou sofrendo a quinta derrota seguida ao cair diante do New Orleans Pelicans por 123 a 108, em Nova Orleans. Brandon Ingram, com 29 pontos e 11 assistências, foi o destaque dos vencedores, enquanto o cestinha do jogo foi Zach LaVine, estrela solitária dos Bulls na noite.

IMPRIMA ESSA NOTÍCIA ENVIE PARA UM AMIGO

NOTÍCIAS RELACIONADAS
ENVIE SEU COMENTÁRIO