Mato Grosso, 24 de Junho de 2017
Mato Grosso
Mais de 40 moradores de rua são transferidos de casarão que será demolido para obra do VLT
18.06.2017
08:46
FONTE: G1MT

IMPRIMA ESSA NOTÍCIA ENVIE PARA UM AMIGO

  • ilhadabanana

    Moradores em situação de rua aceitaram deixar Ilha da Banana, segundo o governo do estado (Foto: Rafaella Zanol/Secid-MT)

Pelo menos 43 moradores de rua e dependentes químicos que ocupavam um dos casarões que deverão ser demolidos na "Ilha da Banana", no Centro de Cuiabá, perto da Igreja do Rosário e São Benedito, foram transferidos para sete comunidades terapêuticas para receberem higienização, alimentação e tratamento, segundo o governo do estado.

 

A demolição de 13 dos 15 imóveis e casarões antigos da chamada Ilha da Banana, próximo ao Morro da Luz, teve início no último domingo (11). A derrubada desses prédios faz parte do projeto de implantação do Veículo Leve sobre Trilhos (VLT), cuja obra está parada desde dezembro de 2014. Também deve ser construída uma praça no local.

 

Os moradores em siuação de rua que moravam na ilha foram deslocados, pelo governo do estado, para um dos imóveis do complexo, para serem transferidos, ao longo do mês, para abrigos e comunidades terapêuticas.

 

Segundo a Secretaria Estadual de Trabalho de Assistência Social (Setas), que acompanha o atendimento das pessoas que ocupam a região da Ilha da Banana, as pessoas transferidas aceitaram deixar a região. Além delas, outras 10 pessoas receberão passagens para retornarem às cidades de origem.

 

Demolição

Todo o trabalho de demolição será feito manualmente com marretas e retroescavadeiras em um prazo de 30 dias. O uso de explosivos foi descartado para não prejudicar a estrutura de imóveis que ficam na região da obra. Depois de demolido, o local deverá se chamar Largo do Rosário. A demolição chegou a ser adiada após recomendação do MPF.

IMPRIMA ESSA NOTÍCIA ENVIE PARA UM AMIGO

NOTÍCIAS RELACIONADAS
ENVIE SEU COMENTÁRIO