Mato Grosso, 25 de Janeiro de 2020
Economia / Agronegócio
Mato Grosso tem etanol mais barato do país
13.01.2020
09:16
FONTE: Sistema FIEMT / GECOM

IMPRIMA ESSA NOTÍCIA ENVIE PARA UM AMIGO

  • Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

    Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

Abastecer com etanol em Mato Grosso tem sido mais vantajoso que em todos os outros estados brasileiros, segundo os últimos dados divulgados pela Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP). A média ficou cotada em R$ 2,93 por litro. Várzea Grande, na região metropolitana de Cuiabá, tem o preço mais barato com registro de R$ 2,87.

 

Foram pesquisados 160 postos de combustíveis no estado, entre 29 de dezembro e 4 de janeiro. A pesquisa da ANP registrou o recente aumento de preço nas bombas que foi provocado pela nova alíquota do ICMS sobre o etanol, que elevou de 10,5% para 12,5% em relação ao preço médio ponderado final (PMPF) ou preço de pauta, que entrou em vigor no início deste ano e concentrou o recolhimento do imposto sobre as usinas produtoras do combustível.

 

“Usar etanol em Mato Grosso é extremamente vantajoso. Apesar da oscilação, o preço por litro continua sendo muito competitivo em relação a gasolina. O consumidor pode fazer as contas e confirmar que nosso estado é um dos poucos do país em que é vantajoso o uso desse biocombustível”, afirma o presidente da Federação das Indústrias de Mato Grosso (Fiemt), Gustavo de Oliveira.

 

Ainda segundo os dados levantados pela ANP, os preços médios do etanol eram mais vantajosos em relação aos da gasolina em apenas quatro estados brasileiros: Goiás, Mato Grosso, Minas Gerais e São Paulo. O levantamento considera que o biocombustível tenha preço limite de 70% do derivado de petróleo.

 

De acordo com o Observatório da Indústria de Fiemt, a cadeia de produção do etanol movimenta cerca de R$ 12 bilhões em investimentos no estado, promovendo ainda um grande efeito multiplicador na economia estadual.

 

“O etanol é mais ecológico que o combustível derivado do petróleo. Além disso, o setor sucroenergético gera 10 mil empregos diretos em Mato Grosso e contribui com o recolhimento integral do ICMS para o desenvolvimento de nosso estado com a agregação de valor no processamento de matérias prima que antes eram exportadas in natura”, destaca o presidente do Sindicato das Indústrias Sucroalcooleiras de Mato Grosso (Sindalcool/MT).

 

Faça as contas

Para saber qual a melhor escolha na hora de abastecer basta usar a metodologia adotada pelo Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro). De acordo com o instituto, um veículo leve abastecido com etanol faz em média 9,4 quilômetros. Se multiplicarmos pelo valor médio do litro, que foi registrado por R$ 2,93, o custo por quilômetro é de R$ 0,31.

 

Fazendo uso de gasolina, sob a mesma fórmula, o veículo faz em média 11,2 quilômetros por litro. Levando em consideração que no último levantamento da ANP o preço médio da gasolina em Mato Grosso era de 4,70 o custo por quilômetro sobe para R$ 0,42.

IMPRIMA ESSA NOTÍCIA ENVIE PARA UM AMIGO

NOTÍCIAS RELACIONADAS
ENVIE SEU COMENTÁRIO