Mato Grosso, 21 de Março de 2019
Economia / Agronegócio
Menor projeção para safra de soja da Argentina é de 53 milhões de toneladas
15.03.2019
13:55
FONTE: CANAL rURAL

IMPRIMA ESSA NOTÍCIA ENVIE PARA UM AMIGO

  • canal rural

O clima segue colaborando para que a Argentina colha uma grande safra de soja e coloque ainda mais grãos no mercado. Várias projeções já foram realizadas, sendo que a pior é de 53 milhões de toneladas, ou seja quase 48% a mais que as 36 milhões de toneladas colhidas na temporada anterior (que registrou uma das piores quebras da história).

 

A última entidade a soltar uma estimativa para a nova safra 2018/2019 foi a Bolsa de Cereais de Rosário, que estima uma colheita de 54 milhões de toneladas, crescimento de 50% sobre a

temporada anterior.

 

O relatório divulgado na última quinta-feira, dia 14, destaca as condições climáticas favoráveis ao cultivo. “A trégua das chuvas de fevereiro foi fundamental, assim como as chuvas dos últimos três fins de semana, que amenizaram os efeitos da onda de calor, que ameaça as lavouras”, destaca.

 

Outras estimativas

A Bolsa de Cereais de Buenos Aires (outra importante entidade do país) também divulgou há uma semana que espera que o país colha pelo menos 53 milhões de toneladas. O Departamento de Agricultura do Estados Unidos (USDA), por sua vez, acredita em uma colheita na casa de 55 milhões de toneladas, próximo dos 55,2 milhões de toneladas que o mercado em geral esperava.

 

Clima segue ajudando

As chuvas dos últimos dias garantiram a boa evolução das lavouras argentinas de soja, que estão em fase inicial de colheita. A avaliação faz parte do boletim semanal da Bolsa de Cereais de Buenos Aires.

 

Diante deste cenário, a previsão para a produção da oleaginosa pelos argentinos foi mantida. A área plantada com soja na Argentina totalizou 17,7 milhões de hectares na atual temporada, contra 18 milhões no ano anterior.

IMPRIMA ESSA NOTÍCIA ENVIE PARA UM AMIGO

NOTÍCIAS RELACIONADAS
ENVIE SEU COMENTÁRIO