Mato Grosso, 23 de Janeiro de 2019
Variedades
Menos de 1h de musculação por semana pode reduzir risco de infarto, de acordo com estudo
02.01.2019
09:34
FONTE: Guilherme Renke

IMPRIMA ESSA NOTÍCIA ENVIE PARA UM AMIGO

  • viver_bem_unimed_coracao

    Divulgação

A velha orientação médica de “caminhar” para manter a saúde perde totalmente seu sentido a luz das diversas evidências recentes que mostram os benefícios reais dos treinamentos de força e de alta intensidade na prevenção de todas as doenças cardiovasculares. Muitas pessoas acreditam que é preciso gastar muito tempo levantando pesos na academia, mas segundo alguns estudos apenas duas séries de supino, por exemplo, que levam menos de 5 minutos, podem ser extremamente eficazes.

 

Os benefícios do treinamento de força são independentes da corrida, caminhada ou outras atividades aeróbicas. Em outras palavras, você não precisa cumprir as diretrizes recomendadas para atividades físicas aeróbicas para diminuir seu risco cardiovascular; musculação apenas é sim suficiente.

 

É o que mostra o estudo publicado recentemente na revista Medicine & Science in Sports & Exercise que analisou dados de quase 13 mil adultos. Eles mediram três desfechos de saúde: eventos cardiovasculares, como infarto e AVC, que não resultaram em morte, todos os eventos cardiovasculares incluindo morte e qualquer tipo de morte. Segundo o pesquisador do estudo Dr. Lee: o exercício de resistência reduziu o risco para os três casos.

 

- Os resultados são encorajadores, mas será que as pessoas sedentárias farão da musculação parte de seu estilo de vida? Eles farão isso e continuarão com isso? Essa é a pergunta de um milhão de dólares - disse Lee.

 

Porque a musculação não é tão popular e não agrada todo mundo?

Os pesquisadores reconhecem que, ao contrário da atividade aeróbica, o exercício de resistência não é tão fácil de incorporar em nossa rotina diária. De fato, as pessoas podem se mover mais, ao ar livre, caminhando ou andando de bicicleta até o escritório, por exemplo. E enquanto as pessoas podem ter uma esteira ou bicicleta estacionária em casa, elas provavelmente não têm acesso a uma variedade de aparelhos de musculação como na academia.

 

Por estas razões, se você objetiva fazer um treinamento de força o ideal é estar matriculado numa academia. Ela não só oferece mais opções para o treino como também facilita variar o exercício e até fazer o aeróbico junto. Mas é também possível executar o treino de força em casa ou ao ar livre com pesos livres e em treinos funcionais, por exemplo. O importante é levantar qualquer peso que aumente a resistência em seus músculos, essa é a chave. No fim das contas o que importa é trabalhar os músculos, eles não saberão a diferença se você está cavando no quintal, carregando sacolas pesadas ou levantando um haltere.

 

Quais os benefícios do treinamento de força?

Grande parte das pesquisas sobre treinamento de força tem se concentrado na saúde óssea, função muscular e qualidade de vida em adultos mais velhos. Quando se trata de reduzir o risco de doença cardiovascular, a maioria das pessoas pensa em corrida ou outra atividade cardiovascular.

 

De fato outros dois estudos publicados na Mayo Clinic Proceedings, descobriram que o exercício resistido reduziu o risco para o diabetes e para a dislipidemia (colesterol alto). Menos de uma hora de exercício resistido semanal (comparado com nenhum exercício resistido) foi associado com um risco 29% menor de desenvolver síndrome metabólica, que aumenta o risco de doença cardíaca, acidente vascular cerebral e diabetes. O risco de hipercolesterolemia foi 32% menor. Os resultados de ambos os estudos também foram independentes do exercício aeróbico.

 

Segundo o educador físico Diogo Pyrrho Esse efeito se deve ao maior turnover muscular e aumento do metabolismo basal pois os músculos são a usina de energia do nosso corpo para queimar calorias. Assim, se você constrói músculos, mesmo que eles não sejam aerobicamente ativos, você queima mais energia porque tem maior massa muscular. Isso também ajuda a prevenir a obesidade e proporciona benefícios a longo prazo em vários desfechos de saúde.

 

Vale ressaltar que o treinamento de força se realizado de forma incorreta pode causar lesões osteoarticulares graves, além disso durante a musculação há grande aumento da pressão arterial por isso antes de iniciar seu treinamento consulte seu médico e tenha sempre a supervisão do profissional de educação física.

IMPRIMA ESSA NOTÍCIA ENVIE PARA UM AMIGO

NOTÍCIAS RELACIONADAS
ENVIE SEU COMENTÁRIO