Mato Grosso, 20 de Setembro de 2019
Mato Grosso
Prefeitura de Lucas do Rio Verde antecipa manutenção em bueiros para evitar alagamentos
11.09.2019
15:11
FONTE: Ascom Prefeitura/Daniela Meinerz

IMPRIMA ESSA NOTÍCIA ENVIE PARA UM AMIGO

  • São mais de 100 novas tampas que vão substituir as que estão quebradas e com risco à população. - Foto: Ascom Prefeitura/ Daniela Meinerz

    São mais de 100 novas tampas que vão substituir as que estão quebradas e com risco à população. - Foto: Ascom Prefeitura/ Daniela Meinerz

Com objetivo de garantir a segurança dos luverdenses e melhorar o escoamento das águas, a Prefeitura de Lucas do Rio Verde, através da Secretária de Infraestrutura e Obras, está fazendo a manutenção e limpeza dos bueiros da cidade. O trabalho preventivo começou pelas avenidas e deve ser feito também nos bairros.

 

São mais de 100 novas tampas que vão substituir as quebradas e com risco a população, todas confeccionadas pelos reeducandos do CDP. As equipes estão trabalhando empenhadas para prevenir problemas normalmente ocasionados pela chuva, para que a água possa fluir normalmente com os bueiros e galerias limpos, sem riscos de alagamentos. O trabalho também envolve estratégias em saúde pública por meio do combate à pernilongos e Aedes Aegypti, já que parte dos focos se encontra em bueiros quando entupidos.

 

Recomendações

Durante a limpeza das bocas de lobo foram encontradas garrafas, latas, resíduos plásticos, além de folhas, galhos e uma grande quantidade de terra. Todo esse material fica acumulado, quando começam as chuvas, os bueiros não conseguem soltar a quantidade de água necessária e acontecem os alagamentos.

 

Diante disso, a Prefeitura de Lucas do Rio Verde reforça o pedido de colaboração de toda a população para que não obstruam as galerias com lixos jogados nas ruas e sarjetas. Todo material deve ser descartado de forma correta nos contentores que estão alocados em vários pontos da cidade. Outra dica é não deixar sacolas de lixos na calçada com muito tempo de antecedência do horário da coleta, pois o vento e a chuva podem levar a sujeira para os bueiros.  Restos de materiais de construção, móveis de madeira, galhos e jardinagem podem ser levados até o aterro que fica próximo a Fundação Rio Verde.

IMPRIMA ESSA NOTÍCIA ENVIE PARA UM AMIGO

NOTÍCIAS RELACIONADAS
ENVIE SEU COMENTÁRIO