Mato Grosso, 20 de Novembro de 2017
Nacional / Internacional
Projetos audiovisuais do Norte, do Nordeste e do Centro-Oeste receberão repasse de R$ 1 bilhão
14.11.2017
08:15
FONTE: Portal Brasil

IMPRIMA ESSA NOTÍCIA ENVIE PARA UM AMIGO

  • a80c9abc_b69a_4680_9ea6_d61314cc9fd3

    O setor audiovisual brasileiro apresentou crescimento médio de 9% ao ano de 2008 a 2016

O audiovisual brasileiro ganhou mais um incentivo. O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) firmou um acordo com  a Agência Nacional de Cinema (Ancine) e com o Banco do Nordeste (BNB) para o repasse de R$ 200 milhões ao ano, durante cinco anos, para projetos no Norte, no Nordeste e no Centro-Oeste, conhecido como Conne.  

 

De acordo com a Ancine, as regiões Norte, Nordeste e Centro Oeste possuem 1.865 produtoras independentes, representando 20% do total de produtoras registradas no País. O BNDES afirma que o setor audiovisual teve crescimento médio de 9% ao ano entre 2008 e 2016. Atualmente, o segmento representa 0,6% do PIB nacional. 

 

O BNDES é um dos agentes financeiros operadores dos recursos do Fundo Setorial do Audiovisual (FSA). O acordo faz parte de um protocolo de intenções que regulará a atuação do BNB também como agente financeiro do FSA. O acordo foi assinado durante a abertura do 3º Mercado Audiovisual do Nordeste (MAN), que ocorre em Fortaleza, até o dia 18. 

 

Fundo Setorial Audiovisual

O Fundo Setorial do Audiovisual é um fundo destinado ao desenvolvimento articulado de toda a cadeia produtiva da atividade audiovisual no Brasil.  

 

O FSA é um marco na política pública de fomento à indústria cinematográfica e audiovisual no País, ao inovar quanto às formas de estímulo estatal e à abrangência de sua atuação. Isso porque o Fundo contempla atividades associadas aos diversos segmentos da cadeia produtiva do setor.

 

IMPRIMA ESSA NOTÍCIA ENVIE PARA UM AMIGO

NOTÍCIAS RELACIONADAS
ENVIE SEU COMENTÁRIO