Mato Grosso, 23 de Agosto de 2019
Economia / Agronegócio
Receios com economia e comércio global derrubam índices das bolsas dos EUA
08.02.2019
11:10
FONTE: Governo do Brasil

IMPRIMA ESSA NOTÍCIA ENVIE PARA UM AMIGO

  • 637x325_2

    ilustração

Os principais índices das bolsas norte-americanas fecharam no vermelho nesta quinta-feira, em meio a temores de que Estados Unidos e China não consigam chegar a um acordo comercial até 1º de março, o que intensificou preocupações de desaceleração do crescimento econômico global.

 

O Dow Jones caiu 0,87 por cento, para 25.169 pontos; o S&P 500 perdeu 0,93 por cento, para 2.706 pontos; o Nasdaq recuou 1,18 por cento, para 7.288 pontos.

 

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, disse que não pretende se reunir com o presidente chinês, Xi Jinping, antes do prazo final de 1º de março definido para chegar a um acordo.

 

As ações dos EUA já ficaram pressionadas após a Comissão Europeia reduzir as previsões de crescimento da zona do euro para 2019 e 2020, devido a uma esperada desaceleração nos maiores países do bloco, em parte devido às tensões comerciais.

 

"Há um ressurgimento do medo do crescimento global, que empurrou as ações dos EUA para baixo", disse Veronica Willis, analista do Wells Fargo Investment Institute.

 

As ações reduziram perdas no fim da sessão.

 

As previsões decepcionantes de várias empresas dos EUA, incluindo o Twitter, também desanimaram investidores.

 

Mais da metade das empresas do S&P 500 que divulgaram resultados no quarto trimestre, 71 por cento atingindo previsões de lucro, de acordo com dados do IBES da Refinitiv. No entanto, as estimativas de crescimento dos lucros do trimestre atual diminuíram de 5,3 para 0,1 por cento do início do ano.

 

O índice de ações de empresas de energia caiu 2,1 por cento, maior queda percentual entre os setores da S&P 500, à medida que os preços do petróleo caíram devido a preocupações de reduzir a demanda por causa das tensões comerciais.

IMPRIMA ESSA NOTÍCIA ENVIE PARA UM AMIGO

NOTÍCIAS RELACIONADAS
ENVIE SEU COMENTÁRIO