Mato Grosso, 22 de Abril de 2019
Variedades
Remédio moderno para artrite reumatoide será oferecido pelo SUS
07.02.2019
10:37
FONTE: Maria Tereza Santos

IMPRIMA ESSA NOTÍCIA ENVIE PARA UM AMIGO

  • remedios_para_vermes_24815_l

    ilustração

A Pfizer anunciou a chegada de um novo remédio para artrite reumatoide na rede pública de saúde brasileira – o citrato de tofacitinibe. Agora gratuito, o tratamento é feito via oral e tem a mesma eficácia dos chamados medicamentos biológicos, que revolucionaram o tratamento dessa doença no passado.Em 2017, o Ministério da Saúde já havia informado que disponibilizaria o tal citrato de tofacitinibe no Sistema Único de Saúde (SUS) – ele era comercializado no setor privado desde 2015. Porém, apenas agora, no início de 2019, o fármaco de fato será distribuído aos pacientes da rede pública.

 

O medicamento produzido pela Pfizer trabalha bloqueando a janus quinase, uma partícula proteica. Ela é quem estimula a produção da citocina – molécula responsável pela inflamação nas articulações que caracteriza a artrite reumatoide.

 

Avanço no combate à doença

O tratamento para a artrite reumatoide é individualizado. Atualmente, quando alguém é diagnosticado com a chateação, são receitados comprimidos conhecidos pela sigla DMARD (medicamentos modificadores do curso da doença). O metotrexato é o mais comum.

 

Se essa primeira opção não funciona direito, os reumatologistas partem para os biológicos injetáveis. Apesar de bastante eficazes, são caros e causam efeitos colaterais consideráveis em certas situações.

 

É por isso que o lançamento do citrato de tofacitinibe representa um avanço: ele é efetivo como os biológicos, mas provocaria menos reações adversas. E há ainda a comodidade de ser oral.

 

“Essas características certamente podem contribuir para a adesão ao tratamento e melhora da qualidade de vida”, afirma a diretora médica da Pfizer, Márjori Dulcine, em comunicado à imprensa.

IMPRIMA ESSA NOTÍCIA ENVIE PARA UM AMIGO

NOTÍCIAS RELACIONADAS
ENVIE SEU COMENTÁRIO