Mato Grosso, 22 de Julho de 2017
Mato Grosso
Servidores da educação param contra reforma da Previdência e lotam Câmara de Lucas do Rio Verde
15.03.2017
09:48
FONTE: Kimberly Schäfer/ExpressoMT

IMPRIMA ESSA NOTÍCIA ENVIE PARA UM AMIGO

  • Câmara Municipal de Lucas do Rio Verde encontra-se lotada na manhã desta quarta-feira (15)

A reforma da Previdência (PEC 287/16) propõe idade mínima de 65 anos para a aposentadoria de homens e mulheres. O trabalhador que desejar se aposentar recebendo a aposentadoria integral deverá contribuir por 49 anos, conforme proposto pelo governo federal.

Nesta quinta-feira (15), em protesto contra a reforma da Previdência Social, professores e demais categorias de servidores públicos de Mato Grosso pararam as atividades. O movimento segue o calendário nacional de mobilização e já atingiu inúmeras cidades do país.

O sindicato dos professores, o Sintep-MT, afirmou que a paralisação é de 100% e atinge servidores da rede estadual e municipal, o que representa mais de 100 mil trabalhadores no estado, e uma das cidades alcançadas foi Lucas do Rio Verde.

Na manhã de hoje, professores luverdenses reuniram-se na rotatória da Igreja Rosa Mística e seguiram pela Avenida Mato Grosso, com faixas e cartazes contra a PEC 287/16, até à Câmara Municipal de Lucas do Rio Verde. 

No momento, a Casa de Leis encontra-se lotada, comportando as dezenas de profissionais da educação que aguardam o início da audiência pública com vereadores e demais autoridades para discutir a cerca da reforma. Com os professores reunidos em protesto, os estudantes da rede estadual e municipal permanecem sem as aulas. Não há previsão de quando a manifestação deve acabar.


IMPRIMA ESSA NOTÍCIA ENVIE PARA UM AMIGO

NOTÍCIAS RELACIONADAS
ENVIE SEU COMENTÁRIO