Mato Grosso, 20 de Julho de 2019
Economia / Agronegócio
Setor florestal se reúne com Mauro Mendes e cobra solução de entraves econômicos
20.04.2019
08:17
FONTE: Assessoria

IMPRIMA ESSA NOTÍCIA ENVIE PARA UM AMIGO

  • reunião

    Divulgação

Empresários do setor de base florestal e presidentes dos oito sindicatos patronais da categoria estiveram reunidos na terça-feira (16), em Sinop, com o governador do estado, Mauro Mendes. A agenda foi mais uma iniciativa para cobrar a solução de entraves fiscais e tributários que têm afetado o desenvolvimento econômico do setor há meses, sendo tema de recorrentes reuniões com a Secretaria de Estado de Fazenda.

 

Desta vez, o governador ouviu, dos mais de 20 empresários presentes, relatos das implicações diárias no desenvolvimento das atividades do setor originadas pela cobrança do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) da tora, cobranças das taxas de licenciamento florestal e de identificação da madeira, além de problemas gerados pela falta de adequação da Lei do Fethab, e dos constantes problemas técnicos nos sistemas online de emissão de notas fiscais e documentos necessários para a comercialização dos produtos florestais.  

 

Após ouvir as reivindicações, Mendes garantiu que até esta quinta-feira, 18, apresentará uma resposta em relação a cobrança do ICMS da tora, que precisa estar em acordo com a lei do Simples Nacional, na qual estão enquadradas cerca de 95% das empresas do setor florestal mato-grossense. Sobre as outras pautas, ficou agendada uma nova reunião , no dia 25/04, em Cuiabá, juntamente com o secretário de Estado de Fazenda, Rogério Gallo, para definir os encaminhamentos necessários. “Estamos há vários meses buscando soluções que promovam o desenvolvimento econômico do setor e, consequentemente, do estado. Esperamos que agora, com a promessa do governador, os problemas se resolvam”, reforçou Frank Rogieri, um dos diretores do Centro das Indústrias Produtoras e Exportadoras de Madeira do Estado de Mato Grosso (Cipem).

 

Também participaram da reunião, os secretários de Estado da Casa Civil, Mauro Carvalho, e de Desenvolvimento Econômico, Cesar Miranda, além do deputado estadual Dilmar Dal Bosco.

IMPRIMA ESSA NOTÍCIA ENVIE PARA UM AMIGO

NOTÍCIAS RELACIONADAS
ENVIE SEU COMENTÁRIO