Mato Grosso, 19 de Agosto de 2019
Esportes
Taça é taça! Grêmio valoriza Recopa Gaúcha e promete até volta olímpica em caso de título
10.02.2019
11:18
FONTE: Globo Esporte

IMPRIMA ESSA NOTÍCIA ENVIE PARA UM AMIGO

  • Renato gaúcho

    Renato Gaúcho com a taça da Recopa Sul-Americana — Foto: Lucas Uebel / Grêmio, DVG

Taça é taça. Não é importa se é da Libertadores, do Campeonato Brasileiro ou da Recopa Gaúcha. É com esse espírito que o Grêmio entra em campo neste domingo contra o Avenida, às 18h30, na Arena, em jogo pela sexta rodada do Gauchão e que vale troféu. Renato Gaúcho e os jogadores valorizam a competição e prometem até volta olímpica em caso de conquista.

 

A Recopa Gaúcha reúne o campeão gaúcho no ano passado, Grêmio, contra o campeão da Copa Wianey Carlet, o Avenida. Caso o jogo termine empatado, os dois times somam um ponto no estadual, mas o título será decidido nas cobranças de pênaltis. A conquista é inédita para o Tricolor, que não participou das cinco edições anteriores.

 

Alguns fatores também ajudam a explicar a seriedade com que o Grêmio encara a partida. Um deles é a obsessão de Renato por vitórias. Competitivo desde os tempos de jogador, o técnico costuma repetir que só fica marcado na história de um clube quem é campeão. Quem bota faixa no peito e pôster na parede. Por isso, promete uma comemoração especial caso o Grêmio fique com o troféu.

 

– Quando tem taça, tem volta olímpica. Primeiro temos que ganhar o jogo, não é nada fácil, tenho visto os estaduais. Mas o grupo está preparado para ganhar, sim. Se vamos ganhar ou não é outro departamento. Sou obcecado por taças. Onde tem taça, tem que buscar. É o que faremos. Vamos ganhar no domingo e dar volta olímpica, se isso acontecer– promete o treinador.

 

No Grêmio desde setembro de 2016, o técnico afirma que procura passar ao grupo de jogadores essa vontade de vencer. O discurso parece ter sido assimilado, tanto na teoria quanto na prática. Em dois anos, o grupo conquistou a Copa do Brasil de 2016, a Libertadores em 2017, o Gauchão e a Recopa Sul-Americana em 2018. A meta é manter o ciclo vitorioso com mais uma conquista no início do ano, mesmo que tenha um peso menor.

 

– Todos os jogadores pensam assim. Como disse o Renato, mais um título, mais uma taça, isso que importa. A gente vem conquistado títulos nos últimos anos. Então, não importa o campeonato que seja, a taça que seja, o importante é ser campeão, dar volta olímpica. Vamos entrar focados amanhã, como uma decisão, como encaramos todos os jogos, para poder vencer. Se a gente vencer, tem que dar volta olímpica mesmo, tem que comemorar – corrobora Luan.

 

Líder isolado do Gauchão, com 13 pontos, o Grêmio poderia se dar ao luxo de poupar alguns jogadores. Mas vai com força máxima. A novidade é a estreia da dupla de zaga Geromel e Kannemann, que ainda não jogaram juntos em 2019. Com Paulo Miranda na vaga do argentino, o Tricolor só foi vazado uma única vez na temporada, em cinco jogos.

 

O lateral-direito Léo Moura ainda se recupera de desconforto na panturrilha direita e deve seguir como desfalque, substituído por Leonardo Gomes. Matheus Henrique, que poderia ser opção no banco de reservas, apenas correu nos últimos treinamentos e deve ser outra baixa. O restante do elenco está à disposição do treinador.

IMPRIMA ESSA NOTÍCIA ENVIE PARA UM AMIGO

NOTÍCIAS RELACIONADAS
ENVIE SEU COMENTÁRIO