Mato Grosso, 14 de Novembro de 2019
Esportes
Tiago Nunes nega contrato com o Corinthians e cita desgastes no Athletico
07.11.2019
09:43
FONTE: GloboEsporte

IMPRIMA ESSA NOTÍCIA ENVIE PARA UM AMIGO

  • Tiago Nunes nega contrato com o Corinthians e cita desgastes no Athletico

    Foto: GloboEsporte.com

O técnico Tiago Nunes não confirmou negociação com o Corinthians, após deixar o Athletico. Em coletiva na manhã desta quarta-feira, em Curitiba, o treinador disse que as propostas que chegaram estão com seu agente e que sua saída é movida pelo desafio de estar em um novo projeto.

 

– Não chegou proposta alguma do Corinthians. Todas as especulações e contatos foram diretamente com meu agente. Ele que tem tomado frente disso. Sempre evitei. Não conversei com nenhum dirigente do Corinthians, nenhum representante do Corinthians ou de clube algum.

 

O treinador ainda falou sobre o tom agressivo do seu ex-clube e afirmou que não irá treinar nenhum outro em 2019. Ele também contou que quase pediu demissão durante o ano, em razão de desgastes com decisões da atual diretoria do Athletico.

 

Segundo o treinador, as propostas que foram recebidas serão analisadas a partir de agora. Ele ainda afirmou que se colocou à disposição para seguir no Athletico até o fim do ano e trabalhar a transição para um novo técnico, que não foi aceito pelo presidente Mario Celso Petraglia.

 

Tiago Nunes negou que a decisão de sair do Athletico foi totalmente relacionada à parte financeira, que apenas pediu ao clube que fizesse a melhor proposta possível. Ainda conforme ele, se o dinheiro fosse o principal motivador, teria saído durante o ano, quando recebeu outras propostas mais interessantes.

 

- O que me move é o desafio de tentar se melhor do que já fui. O meu ciclo com o Athletico se encerra, e agora vou ver o que temos e projetar para 2020.

 

– Não pensei em nada. Só estou pensando em descansar. Sair agora tem o benefício de antecipar férias. Hoje tenho a facilidade de sair com minha família. Não tenho nada acertado, nada assinado com nenhum clube. O que vai acontecer a partir desse momento vai ser debatido, discutido, e aí vamos pensar em 2020, usando dezembro para questões de planejamento.

 

Ele ainda afirmou que, mesmo que acerte um contrato com novo clube neste ano, não irá iniciar o trabalho em 2019. Para ele, é preciso ainda "cortar laços". O treinador agora viaja para Santa Maria, no Rio Grande do Sul, sua cidade natal, para analisar propostas.

 

– Não irei trabalhar em nenhum clube em 2019. Só em 2020. Havia me colocado à disposição para terminar o ciclo aqui. E também por respeito à instituição onde eu vá trabalhar. É preciso um tempo de calmaria para cortar os laços e focar no novo trabalho. A partir de 2020, vamos pensar com calma no que vai acontecer para eu estar de corpo e alma no projeto.

 

Outra negativa de Tiago Nunes é de que já tenha feito alguma proposta a membros da atual comissão técnica do Athletico, como foi afirmado em nota do clube. Ele acusou o clube de forçar a decisão dos integrantes da comissão se querem ou não sair para um futuro trabalho com o treinador.

 

- Não tenho nenhum vínculo com nenhum clube, não tenho nenhuma reunião agendada, entendo que meu ciclo acaba neste momento com essa entrevista coletiva, então seria uma irresponsabilidade minha convidar qualquer membro da comissão para ir trabalhar. O que está acontecendo é que o Athletico está forçando uma decisão desses profissionais se saem ou não em um futuro trabalho meu. Se tiver alguma dúvida, eles serão demitidos.

 

Doping, demissão e orçamento

Alguns desgastes com a diretoria foram citados pelo treinador em episódios anteriores e também atuais. Entre elas, o episódio do doping dos jogadores Thiago Heleno e Camacho, que foram suspensos por seis meses pela ingestão de higenamina. O clube afirmou que a substância foi orientada por profissionais do clube e os demitiu.

 

Ele afirmou que foi contra a decisão de demissão e que, na época, colocou seu cargo à disposição.

 

- Na minha opinião, (a demissão) foi injusta. Isso me incomodou bastante, pontuei para o Paulo André (dirigente), para o presidente e cheguei a solicitar a minha saída. Então tudo isso pesou de uma maneira geral para fechar esse ciclo.

 

O tom agressivo e amargo do Athletico em nota que criticava o Corinthians e Tiago Nunes também foi assunto. O treinador acredita que ela representa apenas o pensamento dos dirigentes e não reflete em jogadores, comissão técnica e outros funcionários. Na nota, o Athletico acusa Tiago Nunes de ingratidão.

 

- Sei que não é um sentimento dos jogadores, dos colaboradores, da comissão técnica ou do torcedor. É um sentimento de insatisfação das pessoas que fazem a gestão do clube. Vai de encontro com a minha decisão correta de pedir a minha saída, pois existe esse sentimento de rancor e ódio.

 

Ainda conforme ele, um motivo desanimador foi a informação de que o Athletico vai manter o mesmo orçamento para 2020, além da possibilidade de saída de jogadores.

 

- Foi me passado que o investimento seria o mesmo desde o ano passado, com a possibilidade de perder jogadores. A nossa solicitação de antecipação foi justamente para antever esses problemas.

IMPRIMA ESSA NOTÍCIA ENVIE PARA UM AMIGO

NOTÍCIAS RELACIONADAS
ENVIE SEU COMENTÁRIO