Mato Grosso, 21 de Junho de 2018
Mato Grosso
Unidades penitenciárias de MT intensificam campanha de combate à tuberculose
13.03.2018
13:51
FONTE: Assessoria

IMPRIMA ESSA NOTÍCIA ENVIE PARA UM AMIGO

  • crc

    Divulgação

A Diretoria de Saúde do Sistema Penitenciário intensificará neste mês as ações do Programa de Controle e Combate a Tuberculose nas unidades penais de Mato Grosso. As palestras serão realizadas nos dias 13, 14, 15, 20 e 21 de março nas Unidades de Cuiabá e Várzea Grande. Na semana passada esse trabalho de esclarecimento foi levado à Penitenciária Feminina Ana Maria do Couto May.

 

Conforme o diretor de Saúde do Sistema Penitenciário, Hozano Delgado, a mobilização é uma iniciativa da Secretaria de Estado de Justiça e Direitos Humanos (Sejudh) em parceria com a Secretaria de Estado de Saúde (SES) e as secretarias municipais de saúde em atenção ao Dia Mundial de Combate a Tuberculose, que é realizado no dia 24 de março.

 

O trabalho se propõe a chamar a atenção para os aspectos importantes da doença, a prevenção, transmissão e o tratamento, assim como convencer os pacientes a não abandonarem a medicação que deve ser tomada durante seis meses. Entre as ações estão: palestras, distribuição de material educativo aos familiares que comparecem às visitas e intensificação da busca ativa de pacientes sintomáticos respiratórios nas unidades penitenciárias.

 

“O sistema penitenciário recebe um fluxo intenso de visitas aos recuperandos, entre elas, crianças, adultos e idosos, ou seja, a abrangência é muito grande. Em Cuiabá, estarão presentes nas ações os profissionais de saúde da secretaria municipal, o que vai permitir a proximidade na relação profissional da saúde e os pacientes. Além disso, queremos mostrar a importância da postura colaborativa no controle e combate dessa doença”, explica Delgado.

 

Entre as unidades visitadas em Cuiabá estão: Penitenciária Feminina Ana Maria do Couto May, Centro de Ressocialização de Cuiabá (CRC) e Penitenciária Central do Estado (PCE). No interior, serão intensificadas ações nas Unidades de Rondonópolis, Água Boa, Pontes e Lacerda, Peixoto de Azevedo, Juína, Primavera, Sorriso, Barra do Garças, Cáceres e Nortelândia.

 

 

Sobre a doença

A tuberculose é uma doença infecciosa e transmissível que afeta prioritariamente os pulmões, embora possa acometer outros órgãos e sistemas. No país, são notificados anualmente cerca 70 mil casos novos e pelo menos 4,5 mil morrem em decorrência da doença. Globalmente, cerca de 10 milhões adoecem e 1 milhão morre por ano. Essa campanha é prioritária entre a população carcerária no Brasil conforme as Organizações das Nações Unidas (ONU) e a Organização Mundial da Saúde (OMS).

 

Dados do Ministério da Saúde apontam Mato Grosso como o terceiro em número de novos casos (incidência) de tuberculose no Brasil, atrás do Amazonas e Rio de Janeiro, com uma incidência de 50,6 novos casos para 100 mil habitantes. Em Cuiabá, houve 588 novos casos de tuberculose em 2016.

 

O principal sintoma é a tosse na forma seca ou produtiva. Por isso, recomenda-se que todo sintomático respiratório (pessoa com tosse por três semanas ou mais) seja investigado. Há outros sinais e sintomas que podem estar presentes, como febre vespertina, sudorese noturna, emagrecimento e cansaço/fadiga. A forma extrapulmonar é mais comum em pessoas que vivem com o HIV/aids, especialmente entre aquelas com comprometimento imunológico.

IMPRIMA ESSA NOTÍCIA ENVIE PARA UM AMIGO

NOTÍCIAS RELACIONADAS
ENVIE SEU COMENTÁRIO