Mato Grosso, 15 de Outubro de 2019
Esportes
Vice na Copa América anima peruanos para o futuro: "É o começo, não é um final"
08.07.2019
09:09
FONTE: Globo Esporte

IMPRIMA ESSA NOTÍCIA ENVIE PARA UM AMIGO

  • Seleção peruana mantém confiança no futuro após vice-campeonato na Copa América — Foto: Reuters

    Seleção peruana mantém confiança no futuro após vice-campeonato na Copa América — Foto: Reuters

O vice-campeonato na Copa América pode ter causado decepção em jogadores e torcedores peruanos logo após o apito final. Mas, passada a tristeza, a seleção de Ricardo Gareca vê motivos para estar satisfeita com a campanha no Brasil e mais do que isso: enxergar o futuro de forma otimista, antes do início de mais um ciclo para Copa do Mundo.

 

Herói solitário, Guerrero fecha Copa América fazendo história, mas não esconde frustração por vice

 

Após a derrota para o Brasil, os jogadores peruanos passaram pela zona mista do Maracanã quase todos juntos, e a maioria preferiu não dar declarações à imprensa. O lateral Yotún foi um dos porta-vozes da equipe e fez um balanço positivo do desempenho na competição.

 

- Bem, acho que saímos do menos para mais. Conseguimos os objetivos, primeiro passar da fase de grupos, depois avançar à meta que tínhamos, que era a final. Foi importante tudo isto, apesar de não conseguir o campeonato, que o Peru tenha voltado à final.

 

 

O ex-jogador do Vasco lembrou que "os últimos quatro ou cinco anos foram muito bons para a seleção peruana", celebrando o trabalho de Ricardo Gareca e dizendo que torce pela permanência do treinador à frente do time. E mostrou que o desejo é, enfim, conquistar troféus.

 

- Queremos ser um time que esteja sempre por cima. E neste processo de cinco anos com o professor, voltamos à Copa do Mundo, tivemos um terceiro lugar, jogamos uma final agora. Peru está mostrando que está voltando ao alto nível, de onde nunca devia sair. Há outra Copa América e nós queremos ganhá-la.

 

O goleiro Gallese também foi um dos que responderam às perguntas dos jornalistas após o confronto contra a seleção brasileira. Um dos destaques do time nesta Copa América, o arqueiro resumiu bem o pensamento que a geração vitoriosa tem, alegando que a campanha será um impulso.

 

- Vamos tristes por não ter conseguido o campeonato. Acho que é um começo, não é um final. Temos que seguir assim, enfrentar os jogos das eliminatórias assim, e assim vamos evoluir. Esta seleção é para mais. Vamos fazer tudo pelo país e no futuro para voltar à Copa do Mundo - disse.

 

A jornada conseguir se classificar para a segunda Copa do Mundo consecutiva ainda não está traçada, uma vez que a tabela das eliminatórias ainda não foi divulgada. O time comandado por Ricardo Gareca, entretanto, tem mais três amistosos agendados para o restante do ano de 2019.

 

Em setembro, haverá uma oportunidade de pequena revanche contra a seleção brasileira, em amistoso no dia 10, na Califórnia. No mês seguinte, o rival será o Uruguai. A princípio, a equipe seguirá sob o comando de Gareca, que vem tendo seu nome ligado à seleção argentina - mas fez uma declaração de amor à seleção peruana após a final deste domingo.

IMPRIMA ESSA NOTÍCIA ENVIE PARA UM AMIGO

NOTÍCIAS RELACIONADAS
ENVIE SEU COMENTÁRIO