Mato Grosso, 15 de Julho de 2020
esportes
Conheça quais são os principais jogadores de poker do Mato Grosso
06.01.2020
FONTE: Redação

IMPRIMA ESSA NOTÍCIA ENVIE PARA UM AMIGO

  • Conheça quais são os principais jogadores de poker do Mato Grosso
  • Henrique Logrado
  • Leandro Zavodini

Com muita técnica, habilidade e ações afiadas, o poker jogado em alto nível faz com que o jogador se dedique bastante à modalidade e isso cativa milhões de competidores brasileiros a se aventurarem no jogo.

 

Na região Centro-Oeste, o Mato Grosso não é o mais forte, visto que o Mato Grosso do Sul e o Goiás, atual campeão brasileiro, estão à frente.

 

Apesar de não estar entre os primeiros da região e do Brasil no que diz respeito à elite do jogo, tem alguns jogadores de muita qualidade que ajudam a elevar o status da modalidade no cenário nacional.

 

Fizemos uma lista compilada com os melhores jogadores do Mato Grosso, de acordo com os seus respectivos resultados nos principais torneios do Brasil.

 

Há muitos jogadores de poker do Mato Grosso que focam na prática online da modalidade — que tem centenas de eventos diários. Em sites como o partypoker, por exemplo, que é o mais seguro do mundo no ramo, esses jogadores se dedicam integralmente com muitas vezes até 40 torneios por dia.

 

Quando o assunto é o poker online mato-grossense, Henrique Logrado é o maior destaque do Estado. O jogador já é um veterano nas mesas digitais e tem um nome consolidado no cenário nacional.

 

Entre os 250 melhores jogadores do mundo segundo ranking do PocketFives, o competidor já tem acumulado aproximadamente US$ 780 mil em ganhos na carreira. Além de disputar etapas pela internet, Logrado também é um jogador que se aventura emcompetições realizadas em espaço físico, o chamado poker ao vivo.

 

Em 2019, por exemplo, o mato-grossense foi um dos representantes do Estado a disputar a etapa do Campeonato Brasileiro de Poker realizada em Rio Quente, no Estado de Goiás.

 

“Eu vim pra cá porque o BSOP Rio Quente é especial, um lugar muito bacana. Eu tinha que vir, mas acabei jogando mais os torneios online pelo celular, mesmo sendo mais difícil”, afirmou o jogador em entrevista ao explicar a conciliação das obrigações do poker digital com o físico.

 

Com experiência na modalidade, Logrado também falou sobre a capacidade de se preparar diariamente para competir em alto nível. “Você não pode entrar em um torneio despreparado. É muito importante sempre estar estudando, como eles estão chegando e jogando. O acompanhamento tem que ser diário mesmo, para poder enfrentar de igual para igual” disse o jogador em entrevista a um site de poker.

 

Outro competidor mato-grossense que merece menção entre os melhores do Estado é Leandro Zavodini. Morador da cidade de Lucas do Rio Verde, o jogador nasceu no Paraná, mas compete sob a bandeira do Mato Grosso.

 

Em 2016, Zavodini atingiu a melhor colocação de sua carreira, quando ficou com a segunda colocação da última etapa do Campeonato Brasileiro de Poker.

 

A última etapa do Campeonato Brasileiro de Poker, conhecida como BSOP Millions, é a mais popular de toda América Latina e todos os anos milhares de competidores participam dos torneios em mais de uma semana de poker intenso na cidade de São Paulo.

 

Portanto, terminar na segunda colocação de um torneio tão especial assim marcou a carreira de Zavodini de maneira muito positiva.

 

Após o feito, 2016 encerrou-se como melhor ano da carreira de Zavodini. “Ao todo, ganhei cerca de R$ 800 mil entre 2013 a 2016 como jogador. Na primeira vez que participei do BSOP, fiquei com a segunda colocação”, afirmou o competidor.

 

Depois do incrível desempenho no Campeonato Brasileiro de Poker, Zavodini conseguiu acumular alguns bons outros resultados, principalmente no Kings Series of Poker (KSOP) — circuito que é amplamente reconhecido como o segundo mais importante do país.

 

Apesar dos bons resultados e de competir bem contra profissionais do país todo, o jogador que reside em Lucas não dedica seu tempo integral ao jogo e, durante muito tempo, encarou a modalidade como uma diversão.

 

“Não vivo disso. Mantenho minha empresa, que consome muito o meu tempo. Mas me dedico e gosto muito de jogar”, afirmou uma vez.

 

Outros jogadores do Estado do Mato Grosso também merecem menção honrosa entre os melhores competidores, como por exemplo Lindomar Oliveira, Douglas Zimmermann, Diogo Abreu e Izidio Pereira.

 

Vale citar também a participação do Mato Grosso no último Campeonato Brasileiro de Poker por Equipes (CBPE). Realizado paralelamente ao Campeonato Brasileiro de Poker, esse torneio foi disputado em São Paulo.

 

Na ocasião, Mato Grosso avançou à segunda fase, mas não foi capaz de ir muito além. Entre as 20 seleções participantes, o Estado ficou com a 14ª colocação geral.

 

Mesmo sem estar entre os cinco melhores Estados do Brasil em termos de resultado dos jogadores, Mato Grosso tem uma reputação respeitável e está em plena ascensão nos feltros online e também em competições realizadas em espaço físico.

IMPRIMA ESSA NOTÍCIA ENVIE PARA UM AMIGO

ARTIGOS RELACIONADOS
ENVIE SEU COMENTÁRIO