Mato Grosso, 27 de Setembro de 2020
Saúde
O risco para quem descumpre as medidas de distanciamento social
03.08.2020
FONTE: Assessoria

IMPRIMA ESSA NOTÍCIA ENVIE PARA UM AMIGO

  • coro

Muito se fala sobre as lições que a pandemia da Covid-19 irá deixar para a humanidade.

 

Uma delas precisa ser a capacidade de cada um se colocar no lugar do outro, de entender que as atitudes individuais têm responsabilidades para além da própria vida.

 

O desafio de manter o distanciamento social nessa quarentena frente às dificuldades sociais e econômicas tem sido exercício constante nesse sentido. 

 

Muitos não podem cumpri-lo por necessidade de sobrevivência ou por atuarem nos serviços essenciais, que inclui a linha médica de frente nos hospitais públicos e particulares, como os da Rede D’Or São Luiz.

 

Outros não o respeitam por descrença nos impactos da doença ou por negligência - ainda que estejam entre os que reúnem condições para atender às restrições vigentes.

 

Autoridades, pessoas famosas, influenciadores digitais e cidadãos comuns têm sido flagrados sem máscara, em aglomerações, em festas, em praias.

 

Exemplos que descumprem as medidas mais básicas adotadas para conter a velocidade de contágio do novo coronavírus, reforçando comportamentos nada recomendados. 

 

Entenda melhor quais normas já foram estabelecidas nesse período de pandemia e os riscos decorrentes dos seus descumprimentos.

 

Intervenções Não Farmacológicas 

Quarentena, Distanciamento Social e Lockdown são Intervenções Não Farmacológicas (INF) utilizadas quando não há medicamento, vacina ou tratamento para enfrentar um surto, epidemia ou pandemia como a da Covid-19.

 

Essas estratégias visam inibir a transmissão e a curva epidêmica de alguma doença e, consequentemente, a mortalidade causada em situações de emergência epidemiológica.

 

Mas qual a diferença entre cada uma delas?

A Quarentena se caracteriza por restrições impostas por autoridades ao funcionamento do comércio e de serviços. E também pelo resguardo de pessoas que possam ter tido contato com outras infectadas por doença contagiosa.

 

O Distanciamento Social pode ser do tipo Ampliado, quando exige que toda a sociedade fique em casa, evitando ao máximo o contato entre as pessoas; ou Seletivo, que estabelece o isolamento de certos grupos por condições de segurança especificas, permitindo retorno gradual às atividades sociais.

 

O Lockdown, em inglês, significa bloqueio total ou isolamento compulsório. Recomendado pela Organização Mundial da Saúde (OMS), é uma medida extrema que pode restringir a circulação de pessoas com bloqueios feitos por profissionais de segurança. É exigida comprovação para a necessidade de se transitar pela cidade, por exemplo; e também com a aplicação de punições. Os bloqueios e as punições podem ter variados níveis de rigidez. 

 

Consequências indesejáveis

Para se entender as consequências legais do descumprimento de normas sanitárias e importante reforçar que se trata de colocar a saúde coletiva em risco.

 

A maneira mais desejável de atingir bons resultados em um cenário pandêmico como o atual sempre é a conscientização e a participação voluntária da sociedade nas medidas de isolamento.

 

Inicialmente, tem se adotado as opções mais brandas de controle social, incentivadas por ações educativas.

 

No entanto, a insistência de muitos em não fazerem a sua parte tem comprometido as tentativas de um movimento que, para ser bem sucedido, tem como premissa a conexão com um espírito humanitário.

 

IMPRIMA ESSA NOTÍCIA ENVIE PARA UM AMIGO

ARTIGOS RELACIONADOS
ENVIE SEU COMENTÁRIO