Mato Grosso, 24 de Setembro de 2020
Variedades
Por que as pessoas acreditam que podem ganhar na loteria?
28.02.2020
FONTE: assessoria

IMPRIMA ESSA NOTÍCIA ENVIE PARA UM AMIGO

  • Por que as pessoas acreditam que podem ganhar na loteria?

Apesar das evidências estatísticas de que as chances de ganhar na loteria são infinitamente pequenas, milhares de pessoas continuam tentando a sorte nas mais variadas modalidades de jogos. Todas acreditam, de alguma forma, que um dia serão os felizardos ganhadores das fabulosas fortunas sorteadas. 

 

Para exemplificar, numa aposta mínima da Quina, a chance de acertar os cinco números é de aproximadamente 1 em 24.040.016. Já na Mega-Sena, uma das loterias mais concorridas do Brasil, a probabilidade praticamente se reduz pela metade, sendo de 1 em 50.063.860 para as apostas simples de seis dezenas. 

 

Portanto, somente algumas teorias comportamentais ajudam a explicar a psicologia por trás dos jogos de loteria e porque tanta gente ainda nutre a expectativa de ter riquezas incalculáveis, acreditando que pode se tornar milionário do dia para a noite. Veja abaixo algumas teses de estudiosos do assunto: 

 

Preferimos apostar em um risco bom do que nos preparar para um risco ruim

Quando se trata de jogos de azar, os seres humanos tendem a ser mais otimistas do que práticos. “Estamos mais inclinados a arriscar se houver altos ganhos envolvidos”, disse Hans Breiter, professor de psiquiatria e ciência do comportamento da universidade estadunidense de Northwestern, ao site de notícias Business Insider.

 

Quanto menor a probabilidade, mais importante parece

A mente humana "tende a dar mais importância a eventos que provavelmente nunca acontecerão, como ganhar na loteria", disse Breiter. "Paralelamente, tendemos a dar menos importância a eventos que absolutamente acontecerão, como a necessidade de seguro médico para problemas de saúde associados ao envelhecimento".

 

"Há algo intrinsecamente atraente em não ter certeza – sobre as probabilidades", completou Mike Business, professor assistente de neurociência e comportamento da universidade de Wesleyan, também ao Business Insider.

 

Mesmo quando perdemos, pensamos que faltou pouco para vencer

Digamos que você não ganhou na loteria mas acertou metade dos números. Isso significa que está mais perto de ganhar da próxima vez? De modo nenhum. Obviamente os resultados passados ​​não influenciam nos resultados futuros. 

 

Já ajustamos nossas expectativas

Muitas pessoas que arriscam a sorte na loteria já reconhecem que suas chances são pequenas. Mark Reinecke, chefe de psicologia da Northwestern, disse que as pessoas tendem a ficar mais frustradas quando suas expectativas são interrompidas, preferindo jogar fora algum dinheiro pela chance de algo que importa. 

 

Achamos que podemos "decifrar o resultado"

Quando jogamos, muitos de nós assumimos que temos controle sobre o resultado - um fenômeno particular entre os jogadores patológicos. Com a estratégia certa, as pessoas dizem que podem brincar com o sistema e ganhar muito.

 

Mas os psicólogos dizem que esse sentimento é uma ilusão. Embora possa haver pequenas coisas que podemos fazer para aumentar nossas chances, a loteria é totalmente aleatória.

 

Em um certo ponto, não podemos conceber as probabilidades

Quando as chances são tão pequenas é difícil imaginá-las na prática. Isso ocorre porque nosso cérebro não evoluiu o suficiente para distinguir probabilidades como um em milhões. Assim que chegamos aos milhões, ninguém sabe como visualizar isso mentalmente.

 

Focamos nos vencedores, não nos perdedores

As pessoas são fortemente influenciadas por notícias de outras que enriqueceram, tanto que tendem a lembrar dos poucos vencedores da loteria à frente dos milhões de perdedores. É uma função do chamado "viés de disponibilidade", que nos leva a superestimar nossas chances com base em exemplos anteriores. 

 

 

IMPRIMA ESSA NOTÍCIA ENVIE PARA UM AMIGO

ARTIGOS RELACIONADOS
ENVIE SEU COMENTÁRIO