Mato Grosso, 04 de Abril de 2020
Mato Grosso
Calçadas e locais com grande circulação de pessoas passam por desinfecção em Tangará da Serra
24.03.2020
17:26
FONTE: TV Centro América

IMPRIMA ESSA NOTÍCIA ENVIE PARA UM AMIGO

  • UPA é um dos locais que vão passar por desinfecção — Foto: Prefeitura de Tangará da Serra-MT/Assessoria

    UPA é um dos locais que vão passar por desinfecção — Foto: Prefeitura de Tangará da Serra-MT/Assessoria

Para evitar a propagação do novo coronavírus, a Prefeitura de Tangará da Serra, a 242 km de Cuiabá, vai fazer a desinfecção de lugares públicos e de grande circulação de pessoas. Serão usados caminhões-pipa na limpeza de calçadas e fachadas de estabelecimentos no município.

 

O objetivo dessa lavagem é a eliminação do novo coronavírus em locais que possam estar infectados e que têm a circulação de pessoas. Com a movimentação, as pessoas podem se infectar pisando nas calçadas e levar o vírus para a casa, e a limpeza com a desinfecção pode evitar a proliferação da Covid-19.

 

Segundo a prefeitura, o trabalho de desinfecção será realizado em pontos estratégicos pela cidade e, que segundo as autoridades de saúde, podem ter a presença do coronavírus. A limpeza deve começar essa semana e os caminhões vão trabalhar na parte da manhã.

 

Os caminhões-pipa são do Serviço Autônomo Municipal de Água e Esgoto (Samae) e da Secretaria Municipal de Infraestrutura. Para a lavagem, será usada uma solução à base de água e cloro.

 

Alguns pontos que receberam o serviço de lavagem são a parte externa da Unidade de Pronto Atendimento (UPA), os hospitais particulares, o prédio do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), o Terminal Rodoviário e o Centro de Nefrologia.

 

Além dos órgãos de saúde e da rodoviária, outros lugares que têm grande movimentação de pessoas também será lavado pelos caminhões.

 

De acordo com a Secretaria Estadual de Saúde (SES), em Tangará da Serra, tem 13 casos suspeitos de Covid-19 e, até o momento, nenhum foi confirmado.

 

Já no estado são 210 casos suspeitos sendo investigados e seis confirmados, sendo cinco em Cuiabá e um em Várzea Grande, na região metropolitana da capital, conforme último boletim da SES divulgado nessa segunda-feira (23).

IMPRIMA ESSA NOTÍCIA ENVIE PARA UM AMIGO

NOTÍCIAS RELACIONADAS
ENVIE SEU COMENTÁRIO