Mato Grosso, 02 de Dezembro de 2021
Nacional / Internacional
Campanha estimula a conscientização sobre o câncer de próstata
18.11.2021
10:38
FONTE: Sayonara Moreno - Repórter da Rádio Nacional - Brasília

IMPRIMA ESSA NOTÍCIA ENVIE PARA UM AMIGO

  • Foto: Divulgação

    Foto: Divulgação

 cada sete minutos, um homem é diagnosticado com câncer de próstata. Esse é o segundo tipo de câncer mais frequente entre os homens no mundo, mas tem alta taxa de cura. E como forma de conscientizar o público masculino para os exames preventivos, o Ministério da Saúde lançou, nesta quarta-feira, dia mundial de combate ao câncer de próstata, a campanha mundial de conscientização do combate à doença.

 

Com o slogan “Cuidar da saúde também é coisa de homem”, a campanha quer orientar os homens na busca do diagnóstico precoce da doença que, detectada no início, tem 90% de chance cura. Presente no lançamento da campanha, o presidente da SBU, Sociedade Brasileira de Urologia, Antonio Pompeo, explicou que os homens acima de 50 anos devem procurar um urologista, para uma avaliação inicial. Mas em algumas situações precisam fazer o rastreamento antes dessa idade.

 

Segundo o especialista, os principais fatores de risco para desenvolvimento da doença são: histórico familiar de câncer de próstata em pai, irmão ou tio; em homens negros; e a obesidade.

 

De acordo com a SBU, um homem a cada quatro morrem de câncer de próstata porque, em casos da doença avançada – detectada em 20% dos homens - o que resta é tratar e dar qualidade de vida ao paciente.

 

Também presente no lançamento da campanha, o ministro da saúde, Marcelo Queiroga, destacou que o principal desafio da pasta é lidar com o caráter pandêmico de covid-19. Mas alertou que o câncer ainda continua matando, se não tratado. O titular da saúde destaca a presença do SUS pelo país no tratamento dos diversos tipos de câncer.

 

O INCA – Instituto Nacional de Câncer, estima que, a cada ano, aparecem mais de 65 mil novos casos da doença. Mas nem todos são diagnosticados a tempo, já que nem todos os homens buscam avaliação médica na idade adequada. Outro dado que chama atenção é da Sociedade Brasileira de Urologia: durante a pandemia, caiu em mais de 20% o número de cirurgias para retirada de próstata por câncer e as consultas ao urologista tiveram redução de mais de 30%.

 

 

Após o evento de lançamento da campanha, em Brasília, ocorreu uma motociata, no centro da capital, para chamar atenção sobre a importância do diagnóstico precoce, no combate ao câncer de próstata.

IMPRIMA ESSA NOTÍCIA ENVIE PARA UM AMIGO

NOTÍCIAS RELACIONADAS
ENVIE SEU COMENTÁRIO