Mato Grosso, 15 de Junho de 2021
Nacional / Internacional
Câncer de ovário é de difícil diagnóstico e por isso exige mais cuidados
24.05.2021
09:24
FONTE: Redação com Assessoria

IMPRIMA ESSA NOTÍCIA ENVIE PARA UM AMIGO

  • Foto: UOL

    Foto: UOL

O mês de maio é um marco em todo o mundo na luta contra o Câncer de Ovário, considerado como o mais grave dos cânceres ginecológicos.

 

No entanto, apesar desta informação, pouco ainda se discute sobre esse tipo de tumor.

 

De acordo com dados do Inca, Instituto Nacional do Câncer, a doença ainda é considerada de difícil diagnóstico e, por isso, teria menor chance de cura, e ao contrário do câncer de colo de útero, ele não é detectado por meio do exame de Papanicolau, e até hoje não existe um teste simples que possa diagnosticar esta neoplasia.

 

O mais recomendado é que a mulher procure manter o acompanhamento médico.

 

A falta de conhecimento sobre essa doença e seus sintomas levaram a criação do Dia Mundial do Câncer de Ovário, celebrado no último dia oito de maio.

 

Dados estatísticos apontam que 45% das pacientes com este tipo de câncer sobrevivem mais do que cinco anos, para as pacientes com o de mama, esse índice chega a 89%.

 

A ginecologista do Sistema Hapvida em Manaus, Elis Akami, destaca quais os principais fatores de risco para desencadear a doença.

 

 

“A idade, pois a maioria dos cânceres de ovário se origina na menopausa, obesidade, ter filhos acima dos 35 anos, uso de remédios para fertilidade, histórico familiar de câncer de ovário, entre outros,“ explicou a médica. 

IMPRIMA ESSA NOTÍCIA ENVIE PARA UM AMIGO

NOTÍCIAS RELACIONADAS
ENVIE SEU COMENTÁRIO