Mato Grosso, 08 de Maio de 2021
Economia / Agronegócio
China aumenta importação de soja dos Estados Unidos e diminuiu a compra do Brasil
22.04.2021
10:16
FONTE: Redação com Assessoria

IMPRIMA ESSA NOTÍCIA ENVIE PARA UM AMIGO

  • Foto: Divulgação

    Foto: Divulgação

As importações da China de soja brasileira caíram em março com a chuva atrasando alguns embarques do principal exportador global da oleaginosa.

 

Entretanto, as importações dos Estados Unidos dispararam e aumentaram mais de quatro vezes com a chegada de carregamentos atrasados, atingindo o maior total mensal desde dezembro de 2016.

 

A China, maior compradora global de soja, importou 315 mil toneladas do Brasil em março, queda de 85% frente as duas milhões de toneladas no mesmo mês do ano passado, segundo dados da Administração Geral de Alfândegas, divulgados esta semana.

 

As importações do Brasil foram as menores desde janeiro de 2017, segundo os dados da alfândega.

 

Compensando esse recuo, a China importou sete milhões de toneladas de soja dos Estados Unidos em março, alta de 320% frente a um milhão e 700 mil toneladas no mesmo mês do ano anterior.

 

A China tem aumentado a compra de produtos agrícolas e outros dos Estados Unidos após os dois lados terem assinado um acordo comercial no último mês de janeiro.

 

Mas os compradores de soja se voltaram mais para os Estados Unidos do que o normal em 2021, uma vez que chuvas no Brasil atrasaram a colheita e as exportações.

 

 

Processadores chineses importam soja para esmagamento e produção de farelo de soja para ração e fabricação de óleo de cozinha.

IMPRIMA ESSA NOTÍCIA ENVIE PARA UM AMIGO

NOTÍCIAS RELACIONADAS
ENVIE SEU COMENTÁRIO