Mato Grosso, 27 de Julho de 2021
Economia / Agronegócio
Comercialização de veículos novos em Mato Grosso registra queda de 2,26% em junho
13.07.2021
08:35
FONTE: Redação com Assessoria

IMPRIMA ESSA NOTÍCIA ENVIE PARA UM AMIGO

  • Foto: Marcelo Camargo | Agência Brasil

    Foto: Marcelo Camargo | Agência Brasil

A comercialização de veículos novos em Mato Grosso teve uma queda de 2,26% em junho, quando houve o emplacamento de oito mil 989 unidades.

 

Em maio, foram emplacadas nove mil 197 unidades. Já a comparação do primeiro semestre de 2021 com o mesmo período de 2020 aponta aumento de 23,87% com a venda de 47 mil e 200 unidades.

 

Os dados foram divulgados pela Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores e enviados à Regional Mato Grosso da Fenabrave, e abrangem os segmentos de automóveis e comerciais leves, caminhões, ônibus, motos e implementos rodoviários e similares.

 

O segmento de automóveis e comerciais leves é responsável por 45% de participação das vendas nas concessionárias.

 

Já a quantidade de motos vendidas em junho, comparado a maio, também caiu. A queda foi de -0,76% com três mil 664 unidades emplacadas em junho.

 

Referente ao primeiro semestre de 2021, as vendas de motocicletas totalizam 16 mil e 500 unidades e aumento de 9,2% na comercialização.

 

Na avaliação do diretor-presidente da Fenabrave Mato Grosso, Paulo Boscolo, o setor tende a acompanhar o que acontece na economia nacional.

 

No Brasil houve queda de 3%. “Comparando maio com junho, vê-se certa estabilidade. Já no semestre, a avaliação é positiva e acena para um melhor desempenho daqui para frente. Mais pessoas vacinadas podem representar maior aquecimento da economia”, explica Boscolo.

 

Segundo representantes do setor de veículos novos, a projeção para 2021 é de crescimento de mais de 13%, conforme tendência nacional.

 

Dessa forma, as vendas podem ultrapassar 12 mil unidades em Mato Grosso.

 

 

 Para a projeção se realizar, o volume de montagem de veículos deve também crescer, já que o atual cenário é de falta de componentes, tais como pneus e chips.

IMPRIMA ESSA NOTÍCIA ENVIE PARA UM AMIGO

NOTÍCIAS RELACIONADAS
ENVIE SEU COMENTÁRIO