Mato Grosso, 31 de Maio de 2020
Esportes
Comissário da NBA prevê mais um mês sem respostas e espera fechar temporada regular
07.04.2020
08:48
FONTE: GloboEsporte

IMPRIMA ESSA NOTÍCIA ENVIE PARA UM AMIGO

  • Comissário da NBA prevê mais um mês sem respostas e espera fechar temporada regular

    Foto: REUTERS / Mike Segar

Paralisada desde o dia 11 de março, a NBA tenta planejar o futuro, mas esbarra na incerteza sobre o avanço da pandemia global de coronavírus. A ideia inicial era esperar ao menos até a metade deste mês de abril para ter uma previsão de retorno dos jogos. Mas diante do cenário caótico na saúde pública, o comissário da liga americana de basquete, Adam Silver, prevê que nada seja resolvido neste mês.

 

- Devemos aceitar, pelo menos durante o mês de abril, que não estaremos em posição de tomar decisões. Acho que não necessariamente isso significa que em 1º de maio retornaremos - comentou Silver em entrevista para a rede de televisão americana TNT.

 

- Conhecemos nossas prioridades em termos de saúde e segurança. Mas considerando essas coisas, como estaremos em maio? - acrescentou o comissário da NBA.

 

Questionado sobre qual a forma de disputa esperada para o retorno dos jogos, Adam Silver explicou que o projeto ainda é realizar as rodadas finais da temporada regular 2019/2020, cerca de 20 partidas para cada uma das 30 franquias.

 

- Sim, em um mundo perfeito, tentaríamos terminar a temporada regular de alguma forma e passar para os playoffs. Mas o que aprendi nas últimas duas semanas é que temos poucas informações para fazer essas previsões.

 

Em teleconferência com o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, no último sábado, Silver e comissários de outras 11 grandes organizações esportivas ou ligas americanas (NFL, MLB, NHL, Major League Soccer, WNBA, WWE Wrestling, PGA Tour, UFC, IndyCar, LPGA e Breeders Cup) discutiram o futuro das competições e como ajudar a economia em tempos de coronavírus.

 

- Adoraríamos fazer parte do movimento para reiniciar a economia. Isso não pode comprometer a segurança. (Mas) é uma questão de saúde pública parar a economia e deixar dezenas de milhões de americanos desempregados. É uma questão de saúde pública isolar pessoas - disse Silver.

 

Foram pelo menos 15 casos de Covid-19 na NBA. Já fizeram tratamento e estão curados os jogadores Rudy Gobert e de Donovan Mitchell, do Utah Jazz, Christian Wood, do Detroit Pistons, Marcus Smart, do Boston Celtics, Kevin Durant, do Brooklyn Nets, e três outros atletas do Nets que não tiveram os nomes revelados. Os outros casos são de três jogadores do Philadelphia 76ers, dois do Los Angeles Lakers, um dirigente do Denver Nuggets e o dono do New York Knicks.

 

Por conta da crise causada pela pandemia de coronavírus, a NBA ampliou a sua linha de crédito para valores acima de R$ 6 bilhões e reduziu em 20% os salários de cerca de 100 de seus executivos com maiores ganhos salariais. Adam Silver, comissário da entidade, está incluído no programa de redução.

IMPRIMA ESSA NOTÍCIA ENVIE PARA UM AMIGO

NOTÍCIAS RELACIONADAS
ENVIE SEU COMENTÁRIO