Mato Grosso, 28 de Setembro de 2020
Esportes
Edimar vê Bragantino em fase de adaptação após trocas de técnico: "Traz um pouco de instabilidade"
12.02.2020
08:31
FONTE: Globo Esporte

IMPRIMA ESSA NOTÍCIA ENVIE PARA UM AMIGO

  • Edimar vê Bragantino em fase de adaptação após trocas de técnico: "Traz um pouco de instabilidade"

    Foto: Ari Ferreira/Red Bull Bragantino

Foto: Ari Ferreira/Red Bull BragantinoCampeão com duas rodadas de antecedência, melhor defesa e ataque do campeonato, superioridade em posse de bola e futebol envolvente. Quem lembra desse Bragantino no Brasileiro da Série B de 2019, certamente nota a diferença de rendimento da equipe neste começo de 2020.

 

Na terceira colocação do Grupo D do Campeonato Paulista, com cinco pontos em cinco jogos, o Massa Bruta é instável neste início de estadual. Fez bons jogos contra Santos e Palmeiras, mas decepcionou contra Inter de Limeira, Novorizontino e Mirassol.

 

Para o lateral-esquerdo Edimar, um dos remanescentes de 2019, esse momento de instabilidade é porque o time está se adaptando às mudanças entre uma temporada e outra.

 

– A gente sabe que não é uma desculpa, mas toda mudança te traz um pouco de instabilidade. Acredito que foi isso no início da temporada, mas estamos assimilando este momento, este tempo. Sabemos que chegou um novo treinador, com novas ideias. A gente precisa assimilar o mais rápido possível. É a gente se fechar, se aproximar cada vez mais daquilo que vínhamos fazendo na Série B. Agora é um novo ano e temos que ter a consciência que vamos ser mais cobrados, vamos ter que fazer muito mais do que ano passado. Temos total consciência disso. Estamos trabalhando muito forte para isso e esperamos dar uma resposta positiva já no sábado – comentou o lateral.

 

Pouco antes do início da pré-temporada, o técnico Antônio Carlos Zago deixou o clube para ir treinar o Kashima Antlers, do Japão. Vinícius Munhoz, que tinha sido contratado para dirigir o RB Brasil, assumiu o cargo interinamente, comandou toda a pré-temporada e dirigiu o time nas duas primeiras rodadas.

 

A partir da terceira rodada do Paulista, o Bragantino passou a ser comandado pelo técnico Felipe Conceição, ex-América. O treinador fez três jogos até agora e teve uma vitória, um empate e uma derrota. Edimar aponta as diferenças entre Conceição e Zago.

 

– Cada treinador tem a sua filosofia. O Felipe tem um jeito mais comum de trabalhar, é um cara que gosta de trabalhar bastante a defesa, gosta de ter as linhas bastante compactas, muito correta as linhas. Com o Zago, tínhamos uma equipe que pressionava mais alto, ele dava liberdade para saída com três zagueiros, no caso o Barreto fazia o terceiro zagueiro e colocava os laterais lá na frente. Já o Felipe gosta que os laterais estejam mais na linha de quatro. Então, estamos assimilando isso da melhor maneira possível. Somente com o trabalho e com o tempo que vamos poder colocar isso em prática. Mas os resultados têm que vir já. Futebol brasileiro é assim. Você tem que ter resultado imediato e é o que vamos tentar fazer no sábado – destacou.

 

O adversário de sábado, 15, será o Oeste. A partida está marcada para as 19h, no estádio Nabi Abi Chedid, pela sexta rodada do Campeonato Paulista. O Bragantino entra em campo em busca da reabilitação, já que na última sexta-feira, 7, foi derrotado pelo Mirassol, por 2 a 0, fora de casa.

 

– No jogo contra o Mirassol, tivemos algumas poucas oportunidades, mas mediante aquilo que a equipe vinha fazendo na Série B e o que criamos contra o Palmeiras, a gente poderia ter produzido mais. Acredito que é mais o fato de termos mais a bola, não perdermos tanta bola quando estivermos saindo para o ataque. É isso que o professor tem trabalhado, ter mais consciência na saída de bola, mas qualidade, para poder aparecer as oportunidades e finalizarmos com gol – comentou Edimar.

IMPRIMA ESSA NOTÍCIA ENVIE PARA UM AMIGO

NOTÍCIAS RELACIONADAS
ENVIE SEU COMENTÁRIO