Mato Grosso, 12 de Agosto de 2022
Nacional / Internacional
Em 2020, OMS alertava para surto de pneumonia de causa desconhecida
06.01.2022
10:02
FONTE: Rádio Nacional - Brasília

IMPRIMA ESSA NOTÍCIA ENVIE PARA UM AMIGO

  • Foto: Divulgação

    Foto: Divulgação

Quarenta e quatro casos notificados, 11 pacientes graves: um surto de pneumonia de causa desconhecida na China. A informação foi publicada pela Organização Mundial de Saúde, em 5 de janeiro de 2020, nas redes sociais. Até então, de acordo com a instituição, não havia nenhuma evidência de transmissão significativa entre pessoas e nenhum registro de profissionais de saúde infectados.

A OMS tinha recebido as primeiras informações sobre a nova doença no último dia de 2019, e solicitou às autoridades chinesas mais detalhes sobre os riscos de contágio. Febre, dificuldades para respirar e lesões nos pulmões eram alguns dos sintomas clínicos relatados pelos médicos.

O comunicado da OMS falava em 44 casos, identificados até o dia 3 de janeiro de 2020. O site do governo chinês mostra que, dois dias depois, o número de pacientes com a pneumonia viral de causa desconhecida tinha subido para 59. De acordo com as informações preliminares da Comissão de Saúde do país, os resultados dos exames laboratoriais haviam descartado outros vírus como causa do surto.

Entre os infectados, estavam trabalhadores do mercado de frutos do mar de Huanan. Por conta disso, o local de venda de produtos frescos em Wuhan, capital da província de Hubei, na China, foi fechado para limpeza e desinfecção. A OMS também recebeu a informação das autoridades chinesas de que 121 pessoas que tiveram contato com os doentes estavam sob observação médica.

Com base nisso, a OMS fez algumas recomendações de saúde pública de infecções respiratórias agudas graves, e desaconselhou qualquer restrição para viagens ou comércio na China naquele momento.

A orientação era que, caso apresentasse sintomas durante ou após a viagem, os viajantes deveriam procurar um médico e informar sobre o itinerário.

O novo coronavírus foi anunciado três dias depois. Era só o início da pandemia que alcançaria mais de 188 territórios em todo o mundo.

IMPRIMA ESSA NOTÍCIA ENVIE PARA UM AMIGO

NOTÍCIAS RELACIONADAS
ENVIE SEU COMENTÁRIO