Mato Grosso, 19 de Outubro de 2020
Esportes
Equador domina o Uruguai em Quito e vence a primeira nas Eliminatórias
14.10.2020
09:20
FONTE: GloboEsporte

IMPRIMA ESSA NOTÍCIA ENVIE PARA UM AMIGO

  • Equador domina o Uruguai em Quito e vence a primeira nas Eliminatórias

    Equador Uruguai (Foto: Reprodução)

DOMÍNIO EQUATORIANO EM QUITO

Derrotado pela Argentina na estreia nas Eliminatórias, o Equador descontou o tropeço no Uruguai nesta terça-feira. Na altitude de 2.850m de Quito, a seleção local venceu a Celeste por 4 a 2, com extrema facilidade, no estádio Casa Blanca, pela segunda rodada da competição. Estrada (duas vezes), Caicedo e Plata marcaram para o Equador, e Luis Suárez fez os gols uruguaios, ambos de pênalti. O camisa 9 do Uruguai se isolou como o maior goleador da história das Eliminatórias, agora com 24 gols, e também como artilheiro da atual edição, com três.

 

EMPATADOS NA CLASSIFICAÇÃO

Depois de duas rodadas, Equador e Uruguai têm três pontos, cada, com vantagem equatoriana no saldo de gols. Confira a classificação atualizada das Eliminatórias.

 

URUGUAI ENVOLVIDO DESDE O INÍCIO

O Equador não teve a vitória ameaçada em momento algum da partida. Aos 14 minutos, Mena cruzou da direita, e Caicedo só raspou de cabeça, na frente do goleiro Campaña, para abrir o placar. Logo em seguida o Uruguai chegou a marcar com Nahitan Nández, de cabeça, mas o lance foi anulado com auxílio do VAR por impedimento milimétrico de Brian Rodríguez, autor do cruzamento. Aos 33, o vídeo ajudou o juiz colombiano Wilmar Roldán a anular outro gol, de Estrada, apontando toque de mão de Valencia no início do lance. Aos 48, Estrada marcou novamente, e dessa vez valeu: Godín tentou cortar um passe para Mena e acabou dando o passe para o camisa 11 equatoriano fazer 2 a 0.

 

GOLS, VAR E PÊNALTIS NO 2º TEMPO

Lançado pelo técnico Óscar Tabárez no segundo tempo, Darwin Núñez marcou logo aos dois minutos, mas novamente o VAR entrou em ação para ajudar Wilmar Roldán, que anulou o gol por toque de mão do uruguaio. Aos oito, a defesa celeste bobeou, e Valencia tocou de calcanhar para Estrada marcar o terceiro do time da casa. Gonzalo Plata fez o quarto aos 28, concluindo na área a boa troca de passes do ataque equatoriano. O Uruguai descontou aos 38, graças a outra intervenção do VAR, que apontou pênalti de Palacios em Jonathan Rodríguez. Aos 48, Wilmar Roldán conseguiu, enfim, tomar uma decisão sem apoio do vídeo, apontando toque de mão na área do Equador. Suárez cobrou o segundo pênalti, de novo com precisão, e fechou o placar em Quito.a

IMPRIMA ESSA NOTÍCIA ENVIE PARA UM AMIGO

NOTÍCIAS RELACIONADAS
ENVIE SEU COMENTÁRIO