Mato Grosso, 02 de Dezembro de 2021
Mato Grosso
Famílias que receberam composteiras passam por capacitação
23.11.2021
07:26
FONTE: Ascom Prefeitura/ Aline Albuquerque e Rubens Junior

IMPRIMA ESSA NOTÍCIA ENVIE PARA UM AMIGO

  • Foto: Ascom Prefeitura/Rayan Nicacio

    Foto: Ascom Prefeitura/Rayan Nicacio

As famílias de Lucas do Rio Verde que se inscreveram no projeto para receber uma composteira passaram por treinamento, na manhã deste sábado (20), sobre como compostar de forma correta. Cerca de 80 pessoas participaram da capacitação. 

 

O projeto de compostagem ecológica residencial foi desenvolvido pela parceria entre a Prefeitura de Lucas do Rio Verde, o Serviço Autônomo de Água e Esgoto - Saae e o Projeto de Trabalho Social de Setorização do Abastecimento de Água (PTS). 

 

“O objetivo dessa capacitação é divulgar o conceito da compostagem, as maneiras que isso pode ser feito em casa direto no solo ou em outro recipiente. Nós vamos acompanhar essas famílias nos três primeiros meses auxiliando, tirando as dúvidas, para que elas não desistam no meio do caminho”, destacou Gilneia Mello, engenheira sanitarista do Saae. 

 

A ação é um projeto-piloto, podendo ser ampliado a partir dos resultados e a aceitação da sociedade. As pessoas que participaram da capacitação serão inseridas em um grupo de whatsapp para a troca de informações e técnicas do procedimento.

 

O gestor ambiental Rangel Rui Portela teve conhecimento do projeto por meio da associação de bairro. Ele, que também levou as filhas para o treinamento, já faz a separação do material orgânico que, a partir de agora, passa a ter uma nova destinação. 

 

“Em casa a gente faz a separação do lixo seco e vimos essa oportunidade de iniciar a compostagem. Essa iniciativa vem para fomentar a qualidade de vida e também dar uma destinação para esse resíduo gerado em casa”, destacou Rangel.

 

Quem também participou foi a vendedora Valéria Beluto. Ela não tinha contato com a compostagem até o momento da capacitação. “Nunca fiz compostagem, mas eu amo plantas, flores e sempre quis produzir o meu próprio adubo. Eu acho essa iniciativa muito importante para o meio ambiente”.’

 

Ao longo desta semana, outras pessoas beneficiadas com as composteiras também passarão pelo pelo treinamento.

“Os luverdenses estão acreditando na proposta e, como sempre, Lucas do Rio Verde é pioneira nessa questão ambiental. Esse projeto da compostagem residencial está sendo um grande sucesso e superou as expectativas”, disse explicou a responsável técnica pelo PTS, Ana Carolina Lopes de Azevedo.

 

Composteiras

O sistema é composto por caixas de plástico empilhadas. As caixas de cima são digestoras, onde o resíduo orgânico é depositado. Os micro-organismos terão a função de transformar o resíduo em húmus. Há furos entre as caixas para passagem do chorume e ar. A caixa de baixo é depósito do chorume (composto líquido que será o adubo orgânico) e possui uma torneira para a retirada do líquido.

 

A unidade é de 131 litros com três compartimentos. As famílias beneficiadas com o projeto, além de passarem por treinamento, receberão um manual com informações técnicas de como montar o sistema, como ele funciona, quais resíduos podem ser compostados, manutenção e higiene, utilização do adubo orgânico, entre outras informações.

IMPRIMA ESSA NOTÍCIA ENVIE PARA UM AMIGO

NOTÍCIAS RELACIONADAS
ENVIE SEU COMENTÁRIO