Mato Grosso, 11 de Abril de 2021
Política
Gilberto Cattani toma posse na AL na vaga deixada por Silvio Fávero
19.03.2021
08:57
FONTE: Redação com Assessoria

IMPRIMA ESSA NOTÍCIA ENVIE PARA UM AMIGO

  • Foto: ALMT

    Foto: ALMT

Tomou posse, nesta quinta-feira (18), o novo deputado estadual de Mato Grosso, o ex assentado da reforma agrária em Nova Mutum, militante do movimento “Canhota Não”, e pecuarista, Gilberto Cattani, do PSL.

 

Ele assumiu a vaga deixada por Sílvio Fávero, também do PSL, que morreu no último sábado, por causa de complicações da covid-19.

 

Durante a posse, Cattani afirmou que vai defender políticas públicas ligadas à questão agrária, como a regularização fundiária.

 

"Precisamos de uma reforma agrária de verdade, para valorizar o pequeno produtor", destacou o deputado.

 

A posse de Gilberto Cattani aconteceu depois de um parecer da Procuradoria da Assembleia Legislativa ter dado o aval, já que o 2º suplente, Emílio Populo, do PSL, também reivindicou a posse, alegando que Cattani tinha deixado o partido no ano passado.

 

Ele é acusado de infidelidade partidária, porque deixou o PSL no ano passado, para apoiar a candidatura de Reinaldo Moraes, do PSC, ao senado, e disputou a eleição como 1º suplente da chapa. A Procuradoria explicou que "qualquer discussão em relação a ordem sucessória de suplentes por infidelidade partidária deve ser apreciada pela justiça”.

 

Cattani confirmou que teve divergências com a sigla no passado, mas que foram superadas e por isso retornou ao PSL em fevereiro deste ano.

 

Ainda na posse, Cattani afirmou que tem como referência na política o presidente Jair Bolsonaro. "Eu tenho uma máscara com o nome do presidente Bolsonaro porque ele me inspira", afirmou o parlamentar.

 

Após a solenidade, Gilberto Cattani recebeu uma ligação do presidente Jair Bolsonaro. Cattani e Bolsonaro conversaram por chamada de vídeo. Além de parabenizá-lo pela posse, o presidente afirmou que conta com o apoio do deputado para defender seu governo e as pautas conservadoras e de direita em Mato Grosso.

 

 

Gilberto Cattani teve 11 mil 629 votos nas eleições de 2018, e ficou na primeira suplência do PSL.

IMPRIMA ESSA NOTÍCIA ENVIE PARA UM AMIGO

NOTÍCIAS RELACIONADAS
ENVIE SEU COMENTÁRIO