Mato Grosso, 20 de Abril de 2021
Economia / Agronegócio
Intercâmbio entre Senar-MT e faculdade paulista abre oportunidades de estágio em Mato Grosso
01.03.2021
16:44
FONTE: Assessoria de Imprensa/ Senar-MT

IMPRIMA ESSA NOTÍCIA ENVIE PARA UM AMIGO

  • Sérgio e Leonardo posam para foto em frente ao CT de Sorriso

    Sérgio e Leonardo posam para foto em frente ao CT de Sorriso

Há um mês, o estudante Leonardo Alves Pereira, 21, trocou o interior de São Paulo para ser estagiário no Centro de Treinamento (CT) do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural de Mato Grosso (Senar-MT), em Sorriso. A decisão foi tomada após uma palestra ministrada pelo Senar-MT - em 2018 - na Fundação Shunji Nishimura de Tecnologia (Fatec) em Pompeia (SP), onde o jovem cursa mecanização em agricultura de precisão.

 

Desde esta época, o Senar-MT e a instituição de ensino possuem uma parceria de intercâmbio. Os universitários cumprem seis meses de estágio, parte dele no CT e parte em uma propriedade rural da região. Em contrapartida, técnicos do Senar-MT podem buscar conhecimento junto à faculdade.

 

Leonardo, que escolheu a profissão pela indicação de um tio, sempre havia se imaginado trabalhando na parte administrativa. Foi após o contato com o Senar-MT que sua perspectiva mudou. "Nunca tive conexão com o campo, mas depois da palestra na faculdade eu me interessei em me tornar instrutor credenciado, até que surgiu a oportunidade de fazer o estágio e eu vim na cara e na coragem".

 

Em Sorriso, o jovem conheceu Sérgio Vicente Filho. O profissional é analista no CT e foi o primeiro estagiário por meio da parceria entre Senar-MT e a faculdade de Pompeia. Segundo Sérgio, a experiência que havia tido como estagiário no CT auxiliou no processo seletivo para a vaga que atualmente ocupa.

 

"Pude mostrar o meu trabalho e abriu as portas para essa nova oportunidade", explica. Sérgio, que era eletricista e não tinha pretensão de trabalhar no agro, pretende continuar crescendo na carreira. "Quando entrei na faculdade, fazia 20 anos que eu não estudava. Hoje, tenho 43 anos de idade e tenho vontade de evoluir. Há sempre chance para crescer", afirma.

 

PARCERIA - Em 2018, técnicos e instrutores do Senar-MT foram capacitados pela Fundação Shunji Nishimura e os primeiros alunos da Fatec vieram fazer o estágio em Mato Grosso.

 

 

De acordo com o diretor de operações do Senar-MT, Carlos Augusto Zanata, mais conhecido como Guto Zanata, o papel do Sistema Famato é fazer a conexão entre as instituições. "Um dos principais problemas é a qualificação de mão de obra. E, nós do SENAR-MT, estamos em busca de parcerias para minimizar esta preocupação e ajudar a encontrar soluções para esta dificuldade".

IMPRIMA ESSA NOTÍCIA ENVIE PARA UM AMIGO

NOTÍCIAS RELACIONADAS
ENVIE SEU COMENTÁRIO