Mato Grosso, 15 de Junho de 2021
Economia / Agronegócio
OIE reconhece municípios do noroeste de MT como zona livre de aftosa sem vacinação
28.05.2021
10:12
FONTE: Redação com Assessoria

IMPRIMA ESSA NOTÍCIA ENVIE PARA UM AMIGO

  • Foto: Divulgação

    Foto: Divulgação

A OIE, Organização Mundial de Saúde Animal, reconheceu, nesta quinta-feira, na sua Assembleia Geral de número 88, o município de Rondolândia e partes de Aripuanã, Colniza, Comodoro e Juína, na região noroeste de Mato Grosso, como zona livre de febre aftosa sem vacinação.

 

O governador Mauro Mendes ressaltou que a certificação é um passo histórico para o Estado que tem o maior rebanho bovino do Brasil.

 

“A mudança de status sanitário para livre de febre aftosa sem vacinação é um grande impulsionador econômico para o Estado, pois a carne mato-grossense alcançará mercados internacionais com melhores remunerações. Teremos a certificação que comprova que a carne daqui é produzida com sanidade e sustentabilidade”, avaliou.

 

 

Segundo o secretário de Estado de Desenvolvimento Econômico, César Miranda, a mudança de status sanitário para livre de febre aftosa sem vacinação, beneficia um rebanho de 400 mil cabeças em Mato Grosso.

 

Para o presidente do Fesa, Fundo Emergencial de Saúde Animal, Antônio Carlos Carvalho de Sousa, a certificação da OIE é gratificante.

 

 

“Isso significa que o nosso trabalho está sendo bem feito, garantindo qualidade sanitária do rebanho e, com isso, a sanidade econômica do nosso estado e país”, ressaltou o presidente do Fesa.

IMPRIMA ESSA NOTÍCIA ENVIE PARA UM AMIGO

NOTÍCIAS RELACIONADAS
ENVIE SEU COMENTÁRIO