Mato Grosso, 15 de Junho de 2021
Mato Grosso
Operação intensifica combate ao desmatamento ilegal em MT
26.06.2015
15:39
FONTE: Assessoria

IMPRIMA ESSA NOTÍCIA ENVIE PARA UM AMIGO

Um caminhão contendo 51,3 metros cúbicos de madeira em toras de morcegueira foi apreendido durante uma operação realizada no município de Feliz Natal (535 km a médio norte da capital), região de Sinop, nesta quinta-feira (26). As multas aplicadas totalizam R$ 30,6 mil, pelo transporte e comércio irregular. O veículo e a madeira estão depositados no pátio da prefeitura de Nova Ubiratã, onde foi feita a abordagem (entre os distritos de Novo Mato Grosso e Santa Terezinha). O motorista foi conduzido para a delegacia. Em razão da audiência pública que será realizada na próxima terça-feira (30.06), em Feliz Natal, as equipes de fiscalização da Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema) e da Polícia Militar Ambiental intensificaram suas ações em cerca de 30 municípios da localidade. 

Conforme o superintendente de Fiscalização da Sema, major da PM Fagner Augusto do Nascimento, equipes têm um cronograma de vistoria de vários pontos de alerta para desmatamento a partir de varredura dos programas de controle e monitoramento da Amazônia (SAD-Imazon/Inpe). Ainda não há uma totalização das áreas que estão sofrendo desmatamento ilegal, mas, como aconteceu em Colniza e toda região noroeste durante a Operação Mata Verde, as equipes estão agindo por terra e também iniciaram sobrevoos diários para interceptar as pessoas que estão agindo na ilegalidade. “Normalmente esses caminhões transportam produtos florestais sem licença ambiental e sem autorização para explorar a área”. 

Apesar de importante área de preservação ambiental na Floresta Amazônica, a região de Feliz Natal enfrenta nos últimos cinco anos pressões para que sua floresta seja derrubada. Dados de monitoramento do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) apontam o município como o terceiro em desmatamento ilegal de Mato Grosso, que no ano passado derrubou 4,9 mil hectares ilegalmente, só perdendo para Colniza (14,5 mil hectares) e Nova Bandeirantes (7 mil hectares). 

Em focos de calor, dados do satélite de referência do Inpe apontam que Feliz Natal é o segundo no ranking, com 202 focos identificados de 1º de janeiro até esta sexta-feira (26). Só perde para Nova Maringá, que já somou 331 focos até o momento. No ano passado, entre janeiro e dezembro, somou 834 focos de calor, ficando em 5º na lista dos que mais ‘queimaram’ e que foi liderada por Colniza, onde a Sema esteve no dia 2 de junho para uma audiência pública com a população. 

Audiências públicas 
Além de Feliz Natal, outros dois municípios que estão em região de monitoramento para o desmatamento ilegal e maior incidência de queimadas também receberão audiências públicas do Comitê do Fogo, organizadas pela Sema: São Felix do Araguaia, no dia 7 de julho, e Juara, no dia 14 de julho. 

IMPRIMA ESSA NOTÍCIA ENVIE PARA UM AMIGO

NOTÍCIAS RELACIONADAS
ENVIE SEU COMENTÁRIO