Mato Grosso, 05 de Julho de 2022
Economia / Agronegócio
Produtos utilizados nas festas juninas tem alta maior que a inflação
07.06.2022
10:12
FONTE: Sayonara Moreno - Repórter da Rádio Nacional

IMPRIMA ESSA NOTÍCIA ENVIE PARA UM AMIGO

  • Foto: Agência Brasil

    Foto: Agência Brasil

Nos últimos 12 meses, a inflação medida pelo IPCA, índice Nacional de Preços ao Consumidor, subiu mais de 10%. Mas a situação ficou pior quando o assunto é o tradicional cardápio das festas juninas. Neste caso, os preços dos itens para o preparo das famosas guloseimas superaram a inflação e tiveram alta superior a 13%, no mesmo período.

 

O levantamento é do IBRE, Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getúlio Vargas. Ao todo, foram analisados os preços de 27 itens alimentícios que já constam na cesta do IPCA. Segundo o pesquisador e economista da FGV, Matheus Peçanha, isso se explica por alguns fatores, entre eles o sazonal e o climático.

 

Matheus Peçanha também destaca a variação cambial e a alta na exportação de produtos como proteína animal.

 

O principal aumento na cesta junina foi da batata inglesa, que subiu mais de 70% nos últimos doze meses. Em terceiro lugar na lista de maiores aumentos está a couve, que subiu quase 30%. Os dois ingredientes, inclusive, são indispensáveis para o preparo do famoso caldo verde.

 

O especialista da FGV ainda diz que os ingredientes juninos têm difícil substituição. Neste caso, o ideal é pesquisar entre os estabelecimentos e buscar preços menores em lojas de atacado.

 

 

A lista aponta, ainda, a segunda maior alta para o açúcar refinado, utilizado em uma infinidade de pratos e quitutes das festas juninas. O item coringa ficou 42% mais caro no período analisado.

IMPRIMA ESSA NOTÍCIA ENVIE PARA UM AMIGO

NOTÍCIAS RELACIONADAS
ENVIE SEU COMENTÁRIO