Mato Grosso, 20 de Setembro de 2020
Mato Grosso
Projeto Cultural inaugurado no Fujii tem preocupação com a sustentabilidade
04.08.2020
07:26
FONTE: ExpressoMT

IMPRIMA ESSA NOTÍCIA ENVIE PARA UM AMIGO

  • Projeto Cultural inaugurado no Fujii tem preocupação com a sustentabilidade

    Foto: Ascom Prefeitura

Foi inaugurada nessa segunda-feira (3), no bairro Jaime Seiti Fujii, a Biblioteca Container. O projeto foi viabilizado por meio da Lei de Incentivo à Cultura do Ministério do Turismo, Secretaria Especial da Cultura e apoio da empresa Eletromóveis Martinello. A iniciativa é da Organização Social Ação Cultural em parceria com a Secretaria de Cultura de Lucas do Rio Verde.

 

Durante a cerimônia de inauguração, o diretor de marketing do grupo Martinello, Cesar Capellari, observou que a empresa aceitou de imediato a proposta apresentada há cerca de um ano. A primeira condição foi que a primeira cidade atendida fosse Lucas do Rio Verde, onde a rede de lojas iniciou suas atividades.

 

Outra preocupação está ligada à sustentabilidade. “Aqui nós temos desde a energia solar, que atende todo o consumo da biblioteca, que tem uma estrutura feita com materiais recicláveis, utilizando contêineres”, comentou durante o ato de entrega, mencionando ainda a necessidade de levar cultura à toda a sociedade.

 

“A Biblioteca Container tem um conceito cultural e educacional muito forte e que deve ser valorizado pelas comunidades que irão frequentá-la”, comentou a diretora Geral da Ação Cultural, Viviene Lozi. 

 

A biblioteca será gerida pela equipe da Biblioteca Municipal Monteiro Lobato. A bibliotecária Anelise Duarte explicou que o desafio é pensar e preparar a agenda cultural que será ofertada à comunidade, que deverá ser bem diversificada. “A biblioteca é um espaço para a transformação, onde uma porta se abre para um universo de conhecimento em todos os suportes. Ela precisa ser um espaço de vida, de movimento de criação”, declarou.

 

Ao falar sobre a parceria com a Ação Cultural, o prefeito destacou que elas devem acontecer visando atender a comunidade. “A gente não consegue fazer nada sozinho”, disse, acrescentando que “quem vai ganhar é a população do bairro Jaime Seiti Fujii, especialmente as crianças, pois vamos incentivar as crianças a virem aqui”, destacou.

 

O espaço é composto por três contêineres com revestimento térmico e acústico, totalmente climatizados e adaptados para abrigar a estrutura de uma biblioteca, com estantes, computadores, cadeiras, mesas de leitura e outros móveis e equipamentos como telão, projetor e equipamentos de sonorização. O acervo disponibilizado conta com mais de quinhentos títulos, parte deles produzida pela Fundação Dorina Nowill para portadores de deficiências visuais. O local conta ainda com uma sala de cinema com sistema de som e projetor e um cyber espaço para aproximar os usuários das Tecnologias de Informação e Comunicação (TICS), além de uma área externa para leitura e palco para atividades como teatro, dança e apresentações musicais.

IMPRIMA ESSA NOTÍCIA ENVIE PARA UM AMIGO

NOTÍCIAS RELACIONADAS
ENVIE SEU COMENTÁRIO