Mato Grosso, 12 de Agosto de 2022
Economia / Agronegócio
Quase 60% dos acordos trabalhistas não superaram a inflação em junho
28.07.2022
08:56
FONTE: Sayonara Moreno - Repórter da Rádio Nacional

IMPRIMA ESSA NOTÍCIA ENVIE PARA UM AMIGO

  • Foto: Agência Brasil

    Foto: Agência Brasil

A média de reajustes salariais, no mês de junho, acompanhou o mesmo percentual da inflação acumulada no ano, em torno de 11%. Isso significa que, no geral, não houve ganho real. Essa e outras informações sobre negociações coletivas de reajuste salarial, perfil de contratados no país, indicadores do mercado de trabalho e pesquisa salarial, estão disponíveis todo mês na internet, na plataforma Salariômetro, da Fipe - Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas.

 

Criada há dez anos, a ferramenta pode ajudar na pesquisa de quem está à procura de emprego e quer consultar o salário no mercado de trabalho. De acordo com o coordenador do Salariômetro e também Professor da Faculdade de Economia da Universidade de São Paulo, Hélio Zylberstajn, o boletim de julho, referente ao mês anterior, aponta que mais de 40% dos acordos trabalhistas conseguiram superar a inflação, no reajuste salarial, o chamado INPC, Índice Nacional de Preços ao Consumidor.

 

Hélio Zylberstajn ainda destaca outra dificuldade dos trabalhadores: negociar os benefícios trabalhistas. A comparação foi feita entre o primeiro semestre deste ano e o primeiro do ano passado.

 

Mas o especialista se diz otimista em relação a este segundo semestre de 2022. A expetativa é de que a inflação deixe os dois dígitos e encerre o ano em torno dos 7% e isso amenize a situação dos trabalhadores, na hora de negociar os reajustes.

 

Outra informação que o Salariômetro de junho traz é que os salários pagos no mês passado foram, em média, de R$ 1.634, valor 34% acima do salário mínimo.

 

 

A plataforma na internet pode ser acessada no endereço: salariometro.fipe.org.br.

IMPRIMA ESSA NOTÍCIA ENVIE PARA UM AMIGO

NOTÍCIAS RELACIONADAS
ENVIE SEU COMENTÁRIO