Mato Grosso, 13 de Julho de 2020
Mato Grosso
Senador de MT grava vídeo após ser curado da Covid-19 e diz que teve medo de morrer
29.06.2020
08:53
FONTE: G1 MT

IMPRIMA ESSA NOTÍCIA ENVIE PARA UM AMIGO

  • Fávaro diz que descobriu que estava com a doença durante outros exames que realizava na capital paulista.

    Senador Carlos Fávaro (PSD) — Foto: Fernando Rodrigues/Vice-governadoria de MT

O senador de Mato Grosso Carlos Fávaro (PSD), que estava internado com Covid-19 desde 18 de junho em São Paulo (SP), recebeu alta nesse sábado (27) e gravou um vídeo contando como descobriu que havia sido infectado e sobre o medo de morrer.

 

Fávaro diz que descobriu que estava com a doença durante outros exames que realizava na capital paulista.

 

“No início de maio descobri que estava com um nódulo. Mesmo com diversos exames não conseguimos diagnosticar a origem para fazer um tratamento. Os médicos decidiram que seria feito um monitoramento. Depois, realizei um novo exame e descobri que havia sido curado deste nódulo sem ter tomado um só medicamento. Esse foi meu primeiro milagre”, conta ele.

 

Após alguns dias, no entanto, o senador disse que se sentiu mal novamente e procurou ajuda médica.

 

“Fiz uma nova tomografia e foi detectado sintomas de coronavírus. Comecei imediatamente o tratamento, que foi evoluindo até o 7º dia. O quadro piorou. Aumentou a febre, a dor, os sintomas”, explica.

 

O tratamento teve continuidade, mas sem melhoras no quadro.

 

“Comecei o segundo protocolo de medicamentos por mais três dias. A piora foi significativa. Tive 50% do pulmão comprometido. Fui transferido para uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI). Tive muito medo”, explicou Fávaro no vídeo.

 

O senador conta que sentiu muito medo de morrer e elogiou a equipe médica que o atendeu.

 

“Comecei um terceiro protocolo de medicamentos e tive medo de não poder voltar para casa, de não estar com a minha família, com meus amigos, e medo se combate com fé, com oração. Conheci heróis. Médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem, profissionais da área da saúde que se contaminam e contaminam suas famílias para defender e cuidar das pessoas que estão sofrendo com esse mal. Recebi um segundo milagre e pude voltar para casa. Estou junto com a minha família. Vamos juntos orar e pedir a Deus que traga a solução, que traga a vacina, que minimize o sofrimento”, concluiu Fávaro.

IMPRIMA ESSA NOTÍCIA ENVIE PARA UM AMIGO

NOTÍCIAS RELACIONADAS
ENVIE SEU COMENTÁRIO